Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Energia renovável

Uso de fontes renováveis de energia pode crescer 60% até 2026

Relatório da Agência Internacional de Energia (IEA) foi divulgado na última quarta (1°)

Redação com informações de Tecmundo
08-Dez-2021 14:07

Um relatório da Agência Internacional de Energia (IEA) divulgado na última quarta (1°) prevê que a capacidade de geração de energia renovável no mundo vai aumentar em 60% nos próximos cinco anos, se comparado aos números do ano passado. A previsão ainda diz que 95% de todo o aumento global na capacidade de geração de energia até 2026 virá através de fontes renováveis.

Para a IEA, esse avanço significaria que a capacidade de energia renovável total em 2026 alcançará 4.800 gigawatts, o mesmo valor atualmente gerado pela combinação de combustíveis fosseis e energia nuclear.

As energias solar e eólica são citadas como as principais responsáveis por esse crescimento, que acontece mesmo em meio a uma alta nos seus custos de produção e instalação. O relatório estima que os custos para o investimento em energia solar e eólica aumentaram cerca de 25% se comparado aos valores de 2019.

Ainda segundo a agência, China, Europa, Estados Unidos e Índia dominam a expansão da geração de energia renovável. A China é a atual líder, e sozinha corresponde a 43% do acréscimo de energia renovável nos próximos cinco anos. Caso as previsões do relatório se concretizem, o país alcançará a capacidade de 1.200 gigawatts de energia solar e eólica quatro anos mais cedo do que inicialmente previsto.

O relatório também diz que a Índia irá dobrar o seu número de instalações de geração de energia renovável, se comparado com o período de 2015-2020.

Desafios para a neutralidade de carbono

Apesar dos números otimistas, o relatório diz que a atual expansão não é suficiente para se atingir a meta da neutralidade de carbono até 2050. Para que essa meta seja atingida, a média anual de crescimento da capacidade de geração solar e eólica precisaria ser quase o dobro da prevista atualmente, e o uso de biocombustíveis precisaria quadruplicar, segundo a IEA.

Além do aumento nos custos, a agência cita que os principais obstáculos observados para a expansão envolvem a dificuldade em obter aprovação e financiamento dos projetos por parte dos governos, assim como os altos custos de investimento em fontes renováveis em países em desenvolvimento.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade