Guia Gessulli
01-Out-2018 08:04 - Atualizado em 02/10/2018 14:47
Investimento

Univali aprova projeto de captação de recursos para investimentos em eficiência energética

Iniciativa prevê substituição de lâmpadas, ares condicionados e instalação de sistema fotovoltaico para os campi Tijucas, Balneário Piçarras, Balneário Camboriú e Itajaí

Projeto apresentado pela Fundação Universidade do Vale do Itajaí está entre os 29 que receberão investimentos no valor total de R$96 milhões destinados para as áreas de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e de Eficiência Energética do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio de seleção na Chamada Pública PEE Celesc 001/2017, com foco no programa Educação + Eficiente.

Os certificados foram entregues na manhã da quinta-feira, 27, por Eduardo Pinho Moreira, governador do Estado; Cleverson Siewert, presidente da Celesc; e Jean Carlo Vogel, vice-presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc).

As propostas certificadas têm como principais características o fomento ao uso consciente de energia elétrica, à modernização e ao aperfeiçoamento do sistema elétrico, das distribuidoras de energia e, principalmente, das comunidades onde atuam.

Para os empreendimentos em P&D aprovados, a Celesc irá disponibilizar mais de R$80 milhões. Já as propostas da área de PEE deverão ser realizadas, entre 2018 e 2019, com aplicação de, aproximadamente, R$ 14 milhões.

Desse montante, R$2,2 milhões serão investidos na substituição de 3,3 mil lâmpadas, 27 ares condicionados e instalação de sistema fotovoltaico de 445kW nos campi da Univali em Tijucas, Balneário Piçarras, Balneário Camboriú e Itajaí.

A aplicação de um percentual mínimo de 0,5% da Receita Operacional Líquida (ROL) em Projetos de Eficiência Energética está prevista na Lei nº 9.991, de 24 de julho de 2000, que dispõe sobre a realização de investimentos em pesquisa e desenvolvimento e em eficiência energética por parte de empresas concessionárias, permissionárias e autorizadas do setor de energia elétrica. A abertura das próximas chamadas públicas está prevista para ocorrer até dezembro de 2018.

Redação
Deixe seu Recado