AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biocombustível

United Airlines realiza primeiro voo comercial movido a biocombustível

Portal Fator
21-Nov-2011 08:46 - Atualizado em 20/04/2016 14:42

A United Continental Holdings, Inc. (NYSE: UAL) anunciou no dia 11 de novembro (sexta-feira), que a sua subsidiária Continental Airlines colocou em operação no início da semana o primeiro voo comercial dos Estados Unidos movido a biocombustível avançado. O voo 1403, um Boeing 737-800, partiu na segunda-feira do Aeroporto Intercontinental George Bush, em Houston, às 10h30 em direção ao Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago, tornando a United a primeira companhia aérea a transportar passageiros utilizando uma mistura de biocombustíveis sustentáveis e avançados; e combustível tradicional derivado do petróleo.

"A United deu um passo significativo no sentido de promover a utilização de combustíveis alternativos, ambientalmente responsáveis e econômicos," disse Pete McDonald, vice-presidente executivo e diretor de operações da United. "Biocombustíveis sustentáveis, produzidos em larga escala a preços que são economicamente viáveis, podem um dia desempenhar um papel importante na realização de todos os voos de uma companhia aérea".

O voo pioneiro demonstra o compromisso da United com biocombustíveis sustentáveis e em fortalecer a segurança energética, promover a disponibilidade de uma ampla variedade de combustíveis e reduzir as emissões de gases de efeito estufa produzidas ao longo do ciclo de vida dos combustíveis (quando comparados aos combustíveis fósseis tradicionais).

"Hoje, quase quatro meses após o combustível hidro-processado renovável ter sido aprovado para uso na aviação comercial, estamos muito empolgados com a utilização destes combustíveis nos voos domésticos nos E.U.A.", disse John Heimlich, vice-presidente e economista- chefe da Air Transport Association of América (ATA). "As companhias aéreas que pertencem à ATA continuam liderando a promoção de novas fontes de energia ambientalmente responsáveis para o transporte de pessoas e mercadorias em todo o mundo", complementou.

Aeronave movida pelo primeiro combustível derivado 100% de Algas do mundo - A empresa Solazyme, através da tecnologia de processamento UOP da Honeywell, desenvolveu o óleo de algas que depois foi refinado para se tornar o combustível de jato que abasteceu o voo comercial. A Solazyme produziu o primeiro combustível de jato derivado 100% de algas no mundo para aplicações comerciais e militares.

A United também anunciou que assinou uma carta de intenções com a Solazyme para negociar a compra de 20 milhões de galões de combustível de jato por ano, derivados exclusivamente do óleo de algas, com recebimento previsto para 2014. A Solazyme, empresa com sede em São Francisco nos E.U.A., produziu o óleo de algas utilizado no voo através de um processo de fermentação próprio. O produto final foi refinado próximo a Houston através da tecnologia de processamento de combustíveis renováveis UOP, da Honeywell.

"Quando olhamos para a United, uma empresa que entende que para alcançar um futuro sustentável temos que ser ambientalmente responsáveis hoje, vemos que a companhia é uma verdadeira pioneira do futuro da aviação", disse Jonathan Wolfson, presidente da Solazyme.

"A Solazyme está profundamente comprometida com a comercialização da tecnologia de produção de combustíveis renováveis, e estamos muito felizes com a parceria com a United para a realização do primeiro voo comercial movido a biocombustível dos E.U.A", afirmou.

Eco-skies, o Compromisso da United com o Meio Ambiente

A operação do primeiro voo comercial dos Estados Unidos com biocombustível avançado representa um marco importante para a Eco-skies, o compromisso assumido pela United para liderar o setor de aviação comercial como uma companhia aérea ambientalmente responsável, realizando ações como essa para assegurar um futuro sustentável. A Eco-skies amplia o histórico comprovado da United e da Continental em melhorar a eficiência de combustíveis e introduzir programas de sustentabilidade.

Em 2009, a Continental entrou para a história como a primeira transportadora aérea norte-americana a realizar um voo de demonstração com aeronave bimotor e movida a biocombustível sustentável, derivado de algas e jatropha. A aeronave Boeing 737-800 utilizada naquela demonstração, número de cauda 516, é a mesma aeronave que operou o voo desta semana. Em 2010, a United realizou o primeiro voo operado por uma companhia aérea americana a ser movido por combustível sintético, produzido a partir de gás natural.

"Assegurar uma fonte mais diversificada de combustíveis para o futuro é uma prioridade para a United," disse Jimmy Samartzis, diretor de assuntos ambientais e de sustentabilidade da United. "Nossas ações e compromissos ambientais se estendem muito além-estamos trabalhando para reduzir o nosso impacto ambiental, tanto no ar quanto na terra, com empresas parceiras e em todas as comunidades em que estamos inseridos".

As maiores realizações da companhia incluem:

· A introdução de combustíveis mais eficientes. Houve uma melhoria de mais de 32% na eficiência dos combustíveis desde 1994, através de investimentos em uma frota moderna e mais eficaz em termos de consumo de combustível, e da simplificação dos processos operacionais. A nova frota, composta de 132 aeronaves -- 50 aeronaves Boeing Dreamliner 787 e 25 Airbus 350 - será entregue até 2019. As aeronaves serão até 20% mais eficientes em termos de consumo de combustível do que as aeronaves mais antigas que serão substituídas. A United continua reformando as aeronaves existentes e instalando winglets para melhorar a eficiência do combustível em até cinco por cento.

· A United e a Continental operam juntas mais de 3.600 veículos de assistência em terra com combustíveis alternativos ou de emissão zero.

· Sempre que possível, os pilotos utilizam processos de voo inovadores, como descida contínua ou aterrisagens customizadas; uso de apenas um motor quando em velocidade mais baixa; utilização da energia fornecida pelo aeroportos em vez da energia gerada pelo motor da aeronave quando a aeronave está no portão; e a companhia aérea frequentemente usa equipamentos de terra em vez de ligar os motores da aeronaves para se movimentar entre portões.

· Durante os últimos cinco anos, a empresa reciclou mais de 20 milhões de libras em resíduos gerados a bordo e nas instalações da companhia, como latas de alumínio, plásticos e papel.

· Os avanços tecnológios, que substituíram por iPads os manuais impressos das cabines dos pilotos e permitiram aos clientes realizar o embarque através de dispositivos móveis, reduziram ainda mais o impacto ambiental da companhia.

Como o biocombustível difere do combustível de jato tradicional- Para garantir a segurança aérea, o biocombustível utilizado no voo da segunda-feira atende às especificações da ASTM International, aprovada em julho de 2011, relacionadas aos componentes bioderivados. O biocombustível é conhecido como HEFA (Ésteres e Ácidos Graxos e Hidroprocessados). Os combustíveis HEFA passaram por testes rigorosos e foram analisadas por fabricantes de motores e fuselagem, as Forças Armadas dos EUA, FAA e companhias aéreas. O SolajetTM, que abasteceu o voo da United, cumpriu as exigências de certificação estabelecidas pela ASTM e aprovadas pela FAA. O biocombustível oferece segurança e características operacionais idênticas ao combustível de jato convencional, mas é mais limpo. Esses biocombustíveis avançados substituem os combustíveis à base de petróleo e não exigem nenhuma modificação nos motores ou aeronaves, que podem reter os padrões originais de fábrica. Os pilotos operam a aeronave da mesma forma como operam qualquer outra aeronave abastecida com combustível de jato tradicional. Os passageiros não irão sentir, ver ou perceber qualquer diferença na aeronave.

O SolajetTM é feito a partir de um processo desenvolvido pela Solazyme. Para produzir o biocombustível são utilizadas algas microbianas, que crescem em fermentadores alimentando-se do açúcar de plantas que utilizam a energia solar. A tecnologia da Solazyme é flexível em relação a qual biomassa será utilizada como matéria-prima e ela pode ser adaptada para atender às necessidades de qualquer cliente em qualquer lugar do mundo, permitindo-lhes alcançar paridade de custo, escala comercial e redução do impacto ambiental ao longo do ciclo de vida do combustível.

A United Continental Holdings, Inc. (NYSE: UAL) é a empresa holding para United Airlines e Continental Airlines. Junto com a United Express, a Continental Express e a Continental Connection, as companhias aéreas operam um total de aproximadamente 5.717 voos diários para 376 aeroportos em seis continentes a partir de seus centros de conexões em Chicago, Cleveland, Denver, Guam, Houston, Los Angeles, New York/Newark Liberty, São Francisco, Tóquio e Washington, DC. A United e a Continental são membros da Star Alliance, que oferece mais de 21.200 voos diários para 1.185 aeroportos em 185 países. Os mais de 80.000 funcionários da United e da Continental residem em todos os estados dos EUA e em muitos países ao redor do mundo.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade