27-Jun-2018 09:52 - Atualizado em 27/06/2018 10:10
Mercado

Siemens apresenta solução inédita para Brasil na área de energia

Sistema de digital billing permite apuração inteligente do consumo de energia elétrica na fonte consumidora e no ponto de geração

A Siemens, líder em soluções eficientes de geração e transmissão de energia, assinou nesta semana, durante a Intersolar Europe, em Munique, na Alemanha, uma Carta de Intenção com a Athon Energia S.A, holding de investimentos brasileira focada na gestão de projetos de geração distribuída e energia renovável. O acordo prevê o fornecimento do chamado Full digital service package (em português, pacote de serviços digitais), e contempla soluções de digital billing e Operação e Manutenção (O&M) direcionadas à gestão inteligente de energia.

Inéditas no Brasil, essas soluções apresentam avanço na área de energia distribuída, e foram desenvolvidas pela Siemens para combater possíveis falhas na apuração da produção e consumo de energia, além de evitar deslocamentos desnecessários de equipes técnicas, já que possibilita o serviço de monitoramento constante da geração, e usa medidores inteligentes para também se basear em conceitos de manutenções preditivas realizadas remotamente. De acordo com Guilherme Mattos, diretor da área de Energia Distribuída da Siemens no Brasil, há um mercado potencial enorme a ser explorado no país, tanto pelo potencial energético, como pelo contexto econômico. "As novas regulamentações da ANEEL e a previsão do mercado de energia distribuída chegar a R$ 1 bilhão em 5 anos nos levam a ótimas perspectivas. Hoje oferecemos um serviço totalmente customizado. Temos uma equipe preparada para, junto com o cliente, entender e ofertar a melhor solução", afirma o executivo.

Ambas as soluções lançadas são tecnologias Smart Grid. Conhecida como rede inteligente, a tecnologia utiliza informações e digitalização para possibilitar que o sistema seja mais eficiente, confiável e sustentável. Nesse caso permitirá, por exemplo, que a medição do excedente de energia produzida por uma fonte geradora seja menos passível de erro, já que é monitorada e processada em sistemas inteligentes. De acordo com a regulamentação nº 687/2015 da ANEEL, o excedente de energia pode gerar créditos, e esses podem ser utilizados para abatimento de contas de energia subsequentes.

Para o setor de energia, um dos objetivos da Siemens é conscientizar as companhias brasileiras sobre o uso sustentável de energia como motor para o desenvolvimento do País. Através de seu know-how, a companhia alemã também visa promover a adoção de práticas e tecnologias de eficiência energética, sempre tendo a digitalização como alavanca chave para reduzir os gargalos de energia e aumentar a eficiência e competitividade.

Redação
Deixe seu Recado