AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Política

Secretário do RS defende ação para reter produtos no mercado interno

Globo Rural
26-Ago-2013 08:51 - Atualizado em 20/04/2016 14:44

O secretário de Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul, Luiz Fernando Mainardi, defendeu no sábado (24/8) a adoção de iniciativas para reter produtos agrícolas e priorizar o abastecimento interno. Para ele, o setor atua de forma "pouco inteligente", apenas reagindo a aspectos momentâneos.

Entre as medidas, estariam reforço no sistema de armazéns públicos e privados e maior oferta de crédito para o produtor e para as indústrias. Desta forma, quem vende poderia controlar melhor sua atuação no mercado e quem compra poderia competir melhor com a concorrência externa.

Mainardi negou, no entanto, que defenda proibição de exportações. "Somos uma economia de livre mercado. Não se trata de fazer igual a Argentina, que proibiu exportações."

Ele reconheceu também que é difícil estabelecer políticas de retenção em momentos como o atual, em que a valorização do dólar se mostra favorável às vendas externas. "O mercado reage de acordo com a situação de momento, tanto da economia nacional quanto da economia internacional".

Como exemplo de consequência dessas reações, o secretário mencionou o mercado gaúcho de milho, que teve o abastecimento prejudicado na atual safra. De acordo com a Conab, a produção total 2012/2013 no Rio Grande do Sul é de 5,38 milhões de toneladas, 61,1% a mais que no período anterior.

O consumo no estado, explicou, está em 5,8 milhões de toneladas. Além da produção menor do que a demanda, parte é vendida para Santa Catarina. "Não tem como evitar que Santa Catarina compre. O problema é que, como a gente produz cedo, acaba exportando muito e ficamos sem milho. Temos que trazer de outro lugar".

O secretário acredita que o Rio Grande do Sul deve precisar de mais de 2 milhões de toneladas do cereal do Centro-oeste. "Para a economia do estado é muito ruim. Quando se exporta milho, é sem ICMS. E quando vai recuperar os estoques para a produção de ração, tem que trazer do Centro-oeste e chega com ICMS".

Trigo - O Secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul informou que uma política de retenção no estado vem sendo estudada para o trigo. Uma das medidas será disponibilizar parte da estrutura da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) para a retenção do cereal. A Cesa detém 2% dos armazéns do estado, de acordo com Luiz Fernando Mainardi.

"Precisamos também criar mecanismos para que o produtor possa optar em ficar com o produto e vender em outro momento", disse, sem especificar quais seriam.

A produção gaúcha do cereal deve crescer 29,6% nos cálculos da Conab, chegando a 2,45 milhões de toneladas. Luiz Mainardi explicou que o estado demanda internamente 1,1 milhão, mas a indústria local compra apenas 300 mil.

"Precisamos reter o máximo de trigo aqui, fazer com que as nossas indústrias de farinha tenham recursos e disputem com importadores. Se o preço está R$ 28, eles vão pagar R$ 28,10 para o trigo ficar. É a situação ideal. Vamos chegar lá? Não sei. Queremos que, no trigo, fique aqui uma parte maior do que a que sempre ficou".

O secretário fez as declarações ao participar, durante a Expointer, em Esteio (RS) do anúncio dos vencedores do Prêmio Melhores da Terra, promovido pela Gerdau.

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade