04-Abr-2018 16:03
Tecnologia

São Paulo receberá o maior evento sobre energia solar da América do Sul

A edição 2018 da Intersolar South America apresentará as principais novidades em tecnologias de produção fotovoltaica, de armazenamento de energia elétrica e de sistemas termossolares

Entre os dias 28 e 30 de agosto, São Paulo vai sediar a Intersolar South America, o maior evento dedicado à energia solar na América do Sul, que reunirá empresários, profissionais, acadêmicos e representantes do poder público para discutir tendências, realizar negócios e trocar conhecimentos sobre o desenvolvimento do setor no país.

O Brasil atingiu a marca de 224 megawatts (MW) de potência instalada em sistemas de microgeração e minigeração distribuída solar fotovoltaica. Esses sistemas estão instalados em residências (78%), comércio e serviços (15,6%), consumidores rurais (2,9%), indústrias (2,3%), e outros tipos, como iluminação pública (0,2%) e serviços públicos (0,03%).

O país possui hoje 24.732 sistemas fotovoltaicos distribuídos conectados à rede, somando mais de R$ 1,6 bilhão em investimentos acumulados desde 2012, distribuídos ao redor de todas as regiões brasileiras. Atualmente, o Estado de Minas Gerais lidera o ranking nacional, com 50,7 MW, representando 24,3% da potência instalada no país, seguido pelo Rio Grande do Sul com 30,2 MW (14,5%), São Paulo com 26,8 MW (12,8%), Ceará com 12,8 MW (6,2%) e Santa Catarina com 12,0 MW (5,8%).

Já no que se refere à geração centralizada, constituída por grandes plantas fotovoltaicas, o país alcançou em 2017 a marca de 1000 MW instalados, estando a maior parte localizada em Bahia (11 usinas, com 316 MW), Minas Gerais (9 usinas, 232 MW) e Piauí (9 usinas, 270 MW). Os números são da Câmera de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Hoje, a soma dos empreendimentos em operação registrados na Aneel, descontando-se a geração distribuída, já alcança 91 usinas com 1128 MW de capacidade. De acordo com a CCEE, para 2018 está prevista a entrada em operação de 33 novas plantas fotovoltaicas que devem acrescentar 929,3 MW de capacidade instalada.

Diante desse cenário, a Intersolar South America 2018 será palco das principais discussões em termos de desenvolvimento do setor e da geração de negócios. Além da área de exposição, o evento contará com espaços para workshops, debates e conferência. Serão abordados métodos de produção eficientes, financiamento e planejamento de projetos, novidades em tecnologias de produção fotovoltaica, de armazenamento de energia elétrica e de sistemas termossolares, entre outros temas.

De acordo com Mônica Carpenter, diretora da Aranda Eventos, empresa co-organizadora da Intersolar South America, o evento traz a oportunidade de discussões relevantes sobre os avanços do mercado brasileiro de energia solar. “O Brasil definitivamente está no mapa dos países mais promissores no segmento de geração de energia solar e a feira é um catalisador das oportunidades desse setor, buscando promover o desenvolvimento e a competitividade”, afirma Mônica.

Em 2017, 220 expositores internacionais e mais de 12.000 visitantes de mais de 47 países compareceram à Intersolar South America. No congresso simultâneo, 89 palestrantes e mais de 1.500 participantes discutiram temas atuais do setor e elucidaram as condições nos contextos tecnológico, comercial e político. Para este ano, a organização do evento espera aumento de 10% na participação.

A Intersolar South America 2018 será realizada em paralelo o XVII Encontro de Instalações Elétricas (ENIE) e a Feira de Infraestrutura Elétrica Eletrotec 2018.

Serviço: Intersolar South America.

Data: 28-30 agosto, 2018
Horários da feira: 12:00 - 20:00
Horários do congresso: 9:00 - 8:00
Expo Center Norte – São Paulo – SP
Para mais informações sobre a Intersolar, visite: http://www.intersolar.net.br

Ascom
Deixe seu Recado