AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Carro Elétrico

Santa Catarina avança nas ações para fomento da mobilidade elétrica

De acordo com os números apresentados na reunião, 2020 foi um dos melhores anos para o segmento de elétricos com um crescimento global de 43%

Redação, com informações SC
09-Mai-2022 08:34

Santa Catarina segue avançando na construção de um projeto pioneiro de fomento e consolidação da mobilidade elétrica. Representantes da indústria e do Governo do Estado que integram um Grupo de Trabalho (GT) apresentaram ao governador Carlos Moisés, na última quarta-feira, 4, ações que serão o marco inicial tanto para o incentivo ao uso, quanto para a atração de investimentos na linha dos carros elétricos no Estado.

O governador Carlos Moisés ressalta a importância para o meio ambiente da utilização de matrizes mais limpas de energia para a redução dos índices de emissão dos gases poluentes. Destacou que este foi um dos compromissos de Santa Catarina reforçados durante a Conferência do Clima, a COP 26, em Glasgow, e determinou que o projeto avance com ações concretas.

“Este é um tema que não pode sair do escopo de desenvolvimento do Estado. Temos um ambiente propício para atrair os investidores. Estamos saindo na frente e, em breve, vamos colher bons resultados”, frisa. Carlos Moisés aponta o ambiente de inovação e pesquisa do Estado como um importante suporte para os avanços dos projetos envolvendo a eletromobilidade em Santa Catarina. A determinação é para o trabalho integrado destes atores.

Pioneirismo de SC

O pioneirismo de Santa Catarina já está no radar de grandes investidores. Quem confirma é o diretor de Relações Públicas e Governamentais da General Motors (GM), Adriano Barros. “Esse olhar sensível é um sinal importante. Significa dizer à minha matriz, por exemplo, que o Brasil e o Estado de Santa Catarina têm interesse na construção dessa rota para a mobilidade elétrica”, pontua. Segundo Barros, diferentemente do que já ocorre na China e na Europa, aqui ainda é preciso construir políticas de incentivo ao consumidor até que a tendência de transição para o uso dos veículos elétricos se consolide.

De acordo com os números apresentados na reunião, levando em consideração o mercado mundial, 2020 - apesar dos indicadores de queda nas vendas da indústria automotiva em geral - foi um dos melhores anos para o segmento de elétricos com um crescimento global de 43%. No Brasil, foi a primeira vez que chegou à participação de 1%. De acordo com Adriano Barros, a GM está realizando um investimento global de USD 35 bilhões até 2025 no desenvolvimento e produção de veículos elétricos e autônomos. “O Brasil e Santa Catarina têm cadeia para agarrar essa tendência e vamos trabalhar para construir o melhor cenário para que isso se desenvolva”, completa o secretário Executivo de Assuntos Internacionais, Fernando Raupp.

Ficou definido na reunião desta quarta-feira que os próximos passos serão reunir todas as ações que Santa Catarina já possui de fomento à mobilidade elétrica, identificar e acionar todos os atores do Estado que trabalharão integrados na construção de um plano de ação para a consolidação de Santa Catarina no segmento. O Estado, já conta, por exemplo, com um corredor de recargas construído por meio da Celesc. Entre as ações que já despontam como as primeiras a serem implementadas, estão a interligação de cidades-piloto com estações elétricas ultrarrápidas.

Também participaram do encontro na Casa d’Agronômica, o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli; o secretário Executivo de Meio Ambiente, Leonardo Porto Ferreira; o secretário-geral de Governo, Márcio Ferreira; a diretora executiva do Sapiens Parque, Daniella Abreu; Jean Vogel e José Eduardo Fiates, representando a Fiesc.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade