Guia Gessulli
18-Out-2019 13:15
Evento

Rodrigo Regis, da CIBiogás, fala sobre as vantagens do biogás na integração com o setor elétrico durante o VI Fórum do Biogás

Para Rodrigo, entre as qualidades competitivas do biogás está o fato de tratar-se de uma fonte essencialmente descentralizada e com baixo custo de armazenamento

O diretor-presidente da CIBiogás, Rodrigo Regis, participa do VI Fórum do Biogás com a missão de falar sobre a integração do biogás com o setor elétrico, que, segundo ele, precisa buscar alternativas. “O modelo tradicional está se exaurindo. O biogás oferece diversas vantagens que podem contribuir com uma energia mais limpa e eficiente”, comentou. 

Para Rodrigo, entre as qualidades competitivas do biogás está o fato de tratar-se de uma fonte essencialmente descentralizada e com baixo custo de armazenamento, o que favorece o sistema de despacho, frente a outras energias renováveis. Outro aspecto que destaca é o fator de capacidade na geração e conversão da energia. “Além disso, já temos a infraestrutura pronta para o transporte do biogás, que pode utilizar os mesmos gasodutos do gás natural. Este é um dado bastante competitivo que favorece o custo de implantação de projetos de biogás”, enumera.

Em relação às projeções para 2020, Rodrigo prevê que o setor deve ultrapassar o ritmo de crescimento dos últimos dois anos, que chegou a aumentar 14 vezes. “O Novo Mercado de Gás e o RenovaBio vão trazer muitas oportunidades, principalmente na interiorização do biogás”, disse.

Maior evento do setor na América Latina, o Fórum do Biogás será realizado em 31 de outubro e 1º de novembro, em São Paulo, e vai reunir os principais representantes da cadeia de biogás e biometano para dois dias de networking, troca de conhecimento e futuras parcerias.

Redação
Deixe seu Recado