AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sustentabilidade

RenovaPR apoia avicultores na instalação de energia solar em sua propriedade

Com apoio e assessoria do IDR-Paraná, produtor conseguiu financiar o projeto e placas de energia fotovoltaica e já planeja a ampliação da atividade nos próximos anos

Redação AI, com informações AEN PR
12-Nov-2021 08:51

O produtor Genir Cambruzzi mora em uma chácara em Dois Vizinhos, no Sudoeste do Paraná, há 11 anos. Ele mantém dois aviários e, com a ajuda do filho Alan, chega a alojar 55 mil aves que são entregues à integradora BRF, a cada 28 dias. A avicultura foi uma saída para explorar a propriedade que tem apenas 3,6 hectares. Mas nos últimos anos os custos com a energia elétrica começaram a pesar todo fim de mês.

A saída foi buscar uma forma alternativa de gerar energia na propriedade por meio de placas fotovoltaicas. O projeto está sendo viabilizado graças ao Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR) que vai possibilitar o financiamento da compra do equipamento.

O valor que Cambruzzi vai pagar nos próximos meses é inferior ao que gasta atualmente com energia elétrica. A redução da despesa que virá incentivou o produtor a planejar a ampliação da atividade nos próximos anos.

Foi essa perspectiva de reduzir os custos de produção que despertou o interesse de Cambruzzi pelo projeto financiado pelo RenovaPR. “Na avicultura, se você quer ter qualidade tem que manter a temperatura do barracão em torno de 28 graus o tempo todo. Com uma produção de qualidade se ganha mais mercado. Para isso, precisa de energia elétrica, que está aumentando todo mês”, explicou o produtor.

PIONEIRISMO – Quando ficou sabendo da existência do programa RenovaPR, Cambruzzi procurou os extensionistas do IDR-Paraná de Dois Vizinhos para fazer o projeto. “Foi difícil porque ainda era novidade para os agentes de crédito. Mas insistimos e conseguimos o projeto e o financiamento no Sicredi”, contou.

O custo total das 136 placas que serão instaladas na propriedade ficou em R$ 200 mil, financiados em dez anos. “Vou pagar R$ 2 mil por mês, sem juros. É menos que os R$ 2.500 que eu pago de conta de luz atualmente”, explicou.

O produtor espera que até meados de novembro as placas já estejam instaladas. Ele acredita que a propriedade deve ser um modelo para outros produtores do município, já que é pioneiro no uso de energia solar e o primeiro projeto a ser beneficiado pelo RenovaPR em Dois Vizinhos.

“Já estou contente porque as despesas vão diminuir. No futuro, quando terminar de pagar o financiamento, vai ser mais vantajoso ainda. Esse programa RenovaPR é muito bom para quem tem avicultura ou pecuária leiteira e usa bastante energia elétrica”, afirmou Cambruzzi. O ânimo é tamanho que o produtor já pensa em ampliar os aviários e construir um terceiro, em 2023, já que não vai faltar energia elétrica na propriedade.

PROGRAMA – O RenovaPR está aberto aos produtores interessados tanto na instalação de unidades solar fotovoltaicas quanto de biodigestores que transformam a biomassa em energia. Os projetos são recebidos nos escritórios municipais do IDR-Paraná. Caso pretenda aproveitar os benefícios do Banco do Agricultor Paranaense, o produtor deve procurar também o agente financeiro credenciado a esse programa.

O Banco do Agricultor prevê que, em projetos contratados até 31 de dezembro de 2022, o Estado vai assumir integralmente o pagamento das taxas de juros. São passíveis do benefício valores financiados de até R$ 500 mil para energia solar fotovoltaica e de até R$ 1,5 milhão em biodigestor.

Nesse processo, a Fomento Paraná, responsável pela gestão administrativa e financeira do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), tem papel fundamental como garantidor da compensação assumida pelo Estado.

Com o RenovaPR, o produtor tem uma fonte de energia própria e renovável, com a possibilidade de reduzir custos de produção e ampliar suas atividades. Ao mesmo tempo, ele pode tratar dejetos animais e resíduos agrícolas e agroindustriais, promovendo a correta destinação e a adequação ambiental das suas atividades.

Até 05 de novembro os servidores do IDR-Paraná haviam encaminhado 1.272 propostas para os agentes financeiros. Desse total, 587 já estão com projetos técnicos elaborados para a implantação de energia solar fotovoltaica e com processo de financiamento em fase final. O RenovaPR já investiu mais de R$ 99 milhões em fonte de energia renovável e sustentável no Estado.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade