AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Energia

Renova iniciará operação de suas primeiras eólicas

Valor Econômico
07-Mai-2012 09:05 - Atualizado em 20/04/2016 14:43

A Renova Energia, braço de investimentos da Light e da Cemig no setor eólico, pretende colocar em operação até o início de julho seus primeiros 14 parques, num total de 293,6 MW de capacidade, em Caetité, na Bahia. Os empreendimentos demandaram R$ 1,2 bilhão de investimentos, do total de R$ 4,4 bilhões que a companhia planeja investir até 2015.

Segundo o novo diretor-presidente da empresa, Mathias Becker, oito parques já estão prontos. Outros seis estão com 70% das obras concluídas. Os projetos, porém, não fornecerão energia ao Sistema Interligado Nacional (SIN) num primeiro momento, porque o sistema de transmissão que os conecta à rede ainda não foi concluído. O sistema, que pertence à Chesf, subsidiária da Eletrobras, deverá ficar pronto no segundo semestre.

Pelas regras do setor elétrico, contudo, a Renova Energia já receberá a partir de julho a remuneração pela produção de energia dos parques (de R$ 178,4 milhões ao ano), por ter concluído as obras. A empresa negociou 127 MW médios de energia dos projetos no primeiro leilão eólico, em 2009, pelo preço de R$ 160,39 por MWh (corrigido a valores atuais).

Ex-consultor e ex-sócio da McKinsey & Company, Becker assumiu este ano o comando da Renova, a partir da reestruturação da gestão da companhia. A mudança estava prevista no acordo de acionistas assinado em agosto de 2011, quando a Light investiu R$ 360 milhões na empresa e assumiu 25,8% do capital.

Com a alteração, os sócios-fundadores da Renova, Renato Amaral e Ricardo Delneri, controladores da RR Participações, que possui 35,8% do capital, passaram a integrar o conselho de administração. Outros sócios relevantes são os fundos Infrabrasil (17,9%), Fip Caixa Ambiental (7,20%) e Fip Santa Bárbara (6,5%), e o Santander (2,8%).

Responsável pelo desenho do novo modelo de governança da Renova, quando ainda era da McKinsey & Company, Becker acredita que o setor eólico brasileiro está passando por um processo de consolidação em que restarão poucos e grandes grupos investidores. A meta da empresa é ser um deles.

"Acreditamos que haverá apenas de cinco a sete 'players' no mercado de energia eólica no Brasil", afirmou o executivo. Segundo ele, a estratégia da CPFL Renováveis de adquirir pequenas empresas donas de projetos eólicos que já possuem contratos de venda de energia é um sinal claro dessa movimentação.

A Renova inscreveu 211 MW de potência em projetos eólicos para o próximo leilão de energia do tipo A-3 (com início de fornecimento de energia três anos após o leilão). A companhia possui ainda 8,7 mil MW de projetos em desenvolvimento, desde a fase de arrendamento de terras até a homologação pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O montante supera a capacidade instalada da usina de Tucuruí, no Pará, de 8.370 MW.

A partir de agosto a empresa vai iniciar a construção de 15 parques eólicos, num total aproximado de 375 MW, que deverão entrar em operação em 2013 e 2014. O pedido de financiamento para os projetos, no valor de R$ 1 bilhão, foi enquadrado em abril pelo BNDES. A companhia também fornecerá 400 MW para a própria Light a partir de 2015.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade