AveSui2021
27-Jan-2014 13:28 - Atualizado em 20/04/2016 14:45
Educação

Programa Aprendizes Florestais capacita jovens profissionais

O Programa Aprendizes Florestais, da Fibria, formou sua primeira turma em dezembro de 2013, na Fazenda Nossa Senhora da Glória, em Caçapava Velha. Ao todo, 19 estudantes do curso de Mecânica Automobilística do SENAI receberam o certificado de conclusão do curso. Dois formandos já foram contratados pela empresa e o trabalho de um terceiro aprendiz contribuiu para a melhoria de procedimentos dentro da fábrica e já está implantado.

A proposta do Programa é formar profissionais qualificados para desempenhar funções na empresa. "O objetivo fundamental é garantir o desenvolvimento de base para suprir as demandas da empresa e contribuir com o desenvolvimento técnico-comportamental de jovens das comunidades vizinhas", disse a analista de Desenvolvimento Humano e Operacional da Fibria, Daiana Cardoso.

Para receberem o certificado, eles tiveram que apresentar diversos trabalhos com foco em inovação e melhoria de processos nas áreas em que atuaram, além de atividades do Programa. Uma dessas ações já foi implementada na Fibria: o suporte de ferramentas e máquinas, desenvolvido pelo aprendiz José Eduardo Fonseca da Cruz.

Trata-se uma plataforma que deixa as ferramentas suspensas durante os testes hidráulicos que servem para assegurar a qualidade e eficiência dos materiais que chegam dos fornecedores. Esse processo deixava as ferramentas banhadas em óleo, o que poderia danificar as peças.

A ideia do José Eduardo foi introduzir uma tela de metal vazado acima do local onde o óleo hidráulico é armazenado. Dessa forma, sem custo algum para a empresa, o rapaz conseguiu deixar o ambiente de trabalho mais organizado e funcional, garantindo o bom estado do material.

Para Carlos Rafael Leme, de 22 anos, o curso mudou a sua vida. O rapaz que buscava uma qualificação para atuar na linha de produção, saiu do curso apto a operar máquinas florestais e com um emprego garantido. "Eu descobri uma profissão da qual gosto muito. Hoje faço coisas que nunca imaginei que iria conseguir", afirmou.

Segundo ele, o seu empenho e dedicação durante o curso foram reconhecidos pela empresa. "Eu só tenho a agradecer, me empenhei e a Fibria percebeu isso, tanto que me contratou. Eu aprendi conceitos que vou levar para a vida toda", comentou o empregado.

O curso - O Programa Aprendizes Florestais teve início em 2012. Durante dois anos esses jovens com idades entre 16 e 20 anos frequentaram as aulas que incluíam noções de elétrica; hidráulica de máquinas usadas nos módulos e manutenção de motores à diesel. Além das disciplinas técnicas, os aprendizes também contam com uma grade de treinamentos comportamentais e desenvolvimento de competências. Também participam de palestras e visitas para aprofundar o conhecimento das áreas e da empresa. Para ter acesso a uma das vagas é preciso ficar atento às divulgações , principalmente, nas escolas de Caçapava e recrutamento interno da Fibria.

A segunda turma do Programa teve início no dia 13 de janeiro de 2014. De acordo com Daiana, o Programa é de extrema importância para os aprendizes e também para a empresa. "Ele garante a formação de futuros profissionais qualificados para a Fibria. A mão de obra de profissionais para Colheita e Manutenção é bastante diferenciada e exige capacitação especializada para Mecânicos e Operadores de Máquinas Florestais. O programa também permite oxigenação nas áreas e auxilia na empregabilidade dos jovens da região", avaliou a analista.

Fibria
Deixe seu Recado