AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Inovação

Professor cria telhado solar capaz de resfriar prédio

Sistema de resfriamento funciona sem eletricidade

Ciclo Vivo
13-Set-2017 14:25

, Aaswath Raman
.Aaswath Raman
O topo de um prédio da Universidade de Stanford, na Califórnia (EUA), está servindo para testes de uma tecnologia inovadora que pode ser o futuro do ar condicionado e refrigeração de baixo consumo energético. Trata-se de um telhado com superfície óptica de alta tecnologia semelhante a um espelho, que reflete a luz solar e envia o excesso de calor para o espaço.

A tecnologia vem sendo desenvolvida, desde 2013, pelo professor de engenharia elétrica Shanhui Fan com a ajuda de estudantes e outros pesquisadores. Um ano após o início da pesquisa, foi mostrada a capacidade de resfriamento da superfície óptica por conta própria. Posteriormente, o grupo comprovou que o sistema pode esfriar a água abaixo da temperatura ambiente. O melhor é que tudo isso é feito sem usar eletricidade.

“Se você tem algo que é muito frio – como espaço – e você pode dissipar o calor, pode fazer refrigeração sem eletricidade ou trabalho. O calor simplesmente flui”, afirma Shanhui Fan, que é o principal autor da pesquisa. “Por esta razão, a quantidade de fluxo de calor fora da Terra que vai para o universo é enorme”, explica.

Os pesquisadores criaram um sistema usando painéis solares, superfícies ópticas e tubos de água corrente. No processo, eles descobriram que os painéis conseguiam reduzir consistentemente a temperatura da água de 3 a 5°C abaixo da temperatura do ar ambiente ao longo de um período de três dias.

Os pesquisadores também aplicaram a experiência em uma simulação em que seus painéis cobriam o telhado de um prédio de escritórios comerciais de dois andares em Las Vegas – um local quente e seco, onde seus painéis funcionariam melhor – e contribuíram para o seu sistema de resfriamento. Eles calcularam a quantidade de eletricidade que poderiam economizar se, no lugar de um resfriador convencional, eles usassem o sistema de compressão de vapor com um condensador resfriado pelos painéis. Eles descobriram que, nos meses de verão, o sistema arrefecido com painel economizaria 14,3 megawatts-hora de eletricidade, uma redução de 21% na eletricidade usada para resfriar o prédio. Durante todo o período, a economia diária de eletricidade variou de 18% para 50%.

Neste momento, a equipe está medindo o quanto de energia pode ser economizada quando os painéis são integrados com sistemas tradicionais de ar condicionado e refrigeração e há otimismo quanto a aplicabilidade desta tecnologia nos próximos anos.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade