AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biocombustível

Produtores de biodiesel pedem apoio de Tereza Cristina para prorrogação de leilões

Fim da modalidade de comercialização poderá levar a aumento de preços, diz o segmento

Redação com informações de Valor
26-Ago-2021 16:29

Representantes dos produtores de biodiesel do país pediram apoio da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para a prorrogação dos leilões públicos do biocombustível, previstos para acabar no ano que vem, de acordo com resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). O segmento afirma que o fim dos leilões poderá aumentar o custo do diesel para o consumidor final.

“O setor solicita a prorrogação do modelo atual de comercialização via leilões públicos da ANP após terminado o prazo estabelecido pelo CNPE (01/01/2022), até que o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) implemente um novo modelo tributário que não gere acúmulo de créditos, conforme requerido pelo próprio Confaz ao CNPE”, afirmou Daniel Amaral, economista-chefe da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Ele participou de uma reunião do setor na terça-feira no âmbito da Câmara Setorial de Oleaginosas e Biodiesel (CSOB). Segundo Amaral, “o pedido que será feito à ministra é que ela apoie esse pleito”. Os produtores também defenderam que a exigência de biodiesel proveniente de agricultores familiares seja maior do que o previsto na resolução do CNPE.

O governo publicou em 30 de dezembro do ano passado uma resolução do CNPE que prevê a substituição dos leilões públicos por um novo modelo de comercialização, regulado pela ANP, a partir de 2022.

A resolução prevê, também, que o biodiesel negociado deverá ter, no máximo, 80% de origem de produtores com o Selo Biocombustível Social (de produtores familiares), com percentuais a serem determinados pelos ministérios da Agricultura e de Minas e Energia. Os produtores de biodiesel, porém, demandam piso de 90%.

Amaral, da Abiove, disse que “a adesão ao Selo não é um obstáculo ou uma burocracia” e que “a concorrência entre as empresas com e sem o Selo é alta”. Ela afirmou ainda que “a estrutura de leilão vigente não altera o preço, na margem, do m³ do biodiesel”.

Assuntos do Momento

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica
24 de Setembro de 2021
Bioenergia

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica

Empresa EV Brasil assinou protocolo com governo do estado para instalar primeiro projeto do tipo no país, nesta terça-feira (21). Investimento inicial é de R$ 12,5 milhões.

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira
24 de Setembro de 2021
Compromisso

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira

Presidente citou compromisso com dois pactos, um para reduzir emissões de carbono e outro para financiar o setor de hidrogênio, e disse que país é destaque na implementação de soluções energéticas sustentáveis

Alta do gás pode abalar transição verde na UE
23 de Setembro de 2021
Meio Ambiente

Alta do gás pode abalar transição verde na UE

Há o temor de que a crise energética tenha impacto sobre a crença no investimento em fontes mais limpas

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica
24 de Setembro de 2021
Alternativa

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica

Bioágua é feita a partir da filtragem das chamadas águas cinzas. Combinação entre diferentes fontes é a solução para pesquisadores, que também apostam no uso da água subterrânea.

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia
24 de Setembro de 2021
Certificado

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia

Documento atesta conformidade da Companhia ao Regulamento turco de Resíduos Zero

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023
24 de Setembro de 2021
Biocombustível

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023

Matéria-prima foi classificada pelo bloco como fator que resulta em desmatamento excessivo e não pode mais ser considerada um combustível renovável para transporte.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade