AveSui 2020
23-Jan-2020 08:36
Mobilidade

Prazo para apresentação de propostas para instalação de eletropostos termina no dia 30 de janeiro

Projeto prevê 23 novas estações de expansão e interligação entre os eixos Norte-Sul e Leste-Oeste de Santa Catarina

Proprietários de estabelecimentos comerciais interessados em parceria para instalação de eletropostos – pontos de recarga de carros elétricos - têm até o dia 30 de janeiro para participar da chamada pública aberta pela Celesc. O projeto prevê 23 novas estações de expansão e interligação entre os eixos Norte-Sul (de Joinville até Criciúma) e Leste-Oeste (de Florianópolis até Chapecó). As inscrições devem ser realizadas neste link.

Podem participar proprietários de qualquer estabelecimento comercial como supermercados, shoppings, farmácias, entre outros. “Temos interesse estratégico por pontos próximos às principais rodovias do estado, não apenas postos de combustíveis, pois a ideia é otimizar o tempo do usuário, dando condições para que ele recarregue seu veículo entre uma atividade e outra”, explica o gerente da Divisão de Pesquisa & Desenvolvimento da Celesc, Thiago Jeremias.

Além de possuir estrutura adequada ao modelo da estação de recarga, o investimento inicial dos interessados pode variar conforme o tipo de eletroposto. As participações variam entre R$ 3 mil e R$ 12 mil, dependendo do modelo de eletroposto. Os valores incluem a adequação visual do espaço com a pintura da vaga e a instalação de uma placa de identificação do ponto do equipamento. A contrapartida da Celesc será de até R$ 97,5 mil, para cada projeto, também de acordo com o modelo da estação de recarga.

“Atualmente, Santa Catarina conta com sete eletropostos que, somente em 2019, registraram média de 150 recargas por estação e, para 2020, a estimativa é de que este número dobre”, afirma Jeremias. 

Dos 23 novos eletropostos, cinco serão estações de recarga rápida e 18  semirrápidas. As estações rápidas vão expandir a infraestrutura já existente entre Joinville e Florianópolis e consolidar um corredor elétrico ao longo da BR 101, entre a divisa com o Paraná até a fronteira com o Rio Grande do Sul. Já as estações semirrápidas serão utilizadas no processo de interiorização dos eletropostos, interligando os eixos Norte-Sul (de Joinville até Criciúma) e Leste-Oeste (de Florianópolis até Chapecó).

Financiada pelo programa de P&D Celesc/Aneel, a iniciativa é realizada em parceria com a Fundação Certi e tem como objetivo impulsionar o uso de veículos elétricos no estado. 

Redação
Deixe seu Recado