Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Artigo

Para estrategistas e gestores de olho no futuro - por Coriolano Xavier

Coriolano Xavier

Membro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e Professor do Núcleo de Estudos do Agronegócio da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

23-Fev-2015 11:51 - Atualizado em 20/04/2016 14:54

Vivemos uma época de acentuada volatilidade nos mercados e tecnologias do agronegócio. Tudo que é sólido desmancha no ar e isso nos leva à questão da resiliência, um conceito que está na ordem do dia entre estrategistas e gestores de negócios. Sem resiliência não há salvação, diriam os mais afoitos, diante inquietude do nosso tempo.

Primeiro, vamos ensaiar uma definição de resiliência, para falarmos todos de uma mesma coisa: é a capacidade própria de um sistema para resistir a choques inesperados, reparar-se quando necessário e prosperar quando as condições forem adequadas. O pressuposto da resiliência é que, sim, as falhas acontecem, mas é possível projetar sistemas que podem rapidamente se recuperar dos fracassos.

A resiliência seria fator chave para organizações, produtos e processos conseguirem manter uma certa estabilidade. Aplicando-se ao setor de alimentação e agricultura, esse conceito remete à capacidade das nossas cadeias alimentares - tecnologias, sistemas de produção e indústria - para continuar a fornecer alimentos para o mundo, mesmo diante de impactos mais radicais, sem precedentes, no campo ambiental e econômico.

Em um mundo em rápida mudança, portanto, a nossa capacidade de articular sistemas alimentares resilientes será essencial, não só para as nossas organizações, mas para o crescimento econômico e bem estar humano. É comum se falar que sete princípios estão na raiz da resiliência. Como se fossem sete características ou atitudes de gestão e liderança.

FLEXIBILIDADE: Esteja sempre pronto para mudar seus planos, quando eles não estiverem funcionando como você esperava. Não alimente a esperança (ou certeza) de que as coisas vão se estabilizar.

DESCENTRALIZAÇÃO: Sistemas centralizados parecem fortes, criam uma certa percepção de invulnerabilidade. Mas quando eles falham, em geral o fracasso é bem mais catastrófico.

COLABORAÇÃO: Tire proveito farto da integração tecnológica, especialmente com parceiros que oferecem informação compartilhada. Isso acelera o tempo, multiplica recursos e aumenta conhecimentos.

TRANSPARÊNCIA: Não esconda seus sistemas; em geral, com transparência é mais fácil descobrir onde os problemas podem estar. Compartilhe seus planos e preparativos e ouça quando as pessoas apontam falhas.

DIVERSIDADE: Não acredite em um único tipo de solução para desafios ou novas situações.

VIGILÂNCIA: Falhas ou fracassos acontecem, é claro. Mas certifique-se, sempre, de que o DNA de uma situação dessas não seja sinal de que as coisas podem desandar.

PREVIDÊNCIA: Você não pode prever o futuro, mas pode ouvir seus passos se aproximando. Antecipar situações e se preparar para elas é vital.

Apesar desses princípios, que fique claro que resiliência é um assunto complexo e difícil de implementar. Requer comportamentos que contrariam expectativas, ou são vistos como contrários ao que está funcionando -- mesmo quando o que funciona é propenso a falhas. Parece ironia, mas resiliência exige vontade resiliente.

Assuntos do Momento

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica
24 de Setembro de 2021
Bioenergia

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica

Empresa EV Brasil assinou protocolo com governo do estado para instalar primeiro projeto do tipo no país, nesta terça-feira (21). Investimento inicial é de R$ 12,5 milhões.

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira
24 de Setembro de 2021
Compromisso

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira

Presidente citou compromisso com dois pactos, um para reduzir emissões de carbono e outro para financiar o setor de hidrogênio, e disse que país é destaque na implementação de soluções energéticas sustentáveis

Alta do gás pode abalar transição verde na UE
23 de Setembro de 2021
Meio Ambiente

Alta do gás pode abalar transição verde na UE

Há o temor de que a crise energética tenha impacto sobre a crença no investimento em fontes mais limpas

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica
24 de Setembro de 2021
Alternativa

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica

Bioágua é feita a partir da filtragem das chamadas águas cinzas. Combinação entre diferentes fontes é a solução para pesquisadores, que também apostam no uso da água subterrânea.

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia
24 de Setembro de 2021
Certificado

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia

Documento atesta conformidade da Companhia ao Regulamento turco de Resíduos Zero

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023
24 de Setembro de 2021
Biocombustível

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023

Matéria-prima foi classificada pelo bloco como fator que resulta em desmatamento excessivo e não pode mais ser considerada um combustível renovável para transporte.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade