Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário

Para enfrentar tempos difíceis - Por Coriolano Xavier

Coriolano Xavier

Membro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e Professor do Núcleo de Estudos do Agronegócio da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

16-Mar-2015 11:12 - Atualizado em 20/04/2016 14:54

O ano começa a avançar e há um certo sentimento de “confiança ressabiada” nos corações e mentes do campo. No mercado interno, o ano não é de grandes promessas pelo lado da demanda, afinal a maioria das projeções sobre a economia (PIB e renda disponível do consumidor) apontam para a estagnação ou ligeiro comportamento depressivo.
No front externo, vemos a economia de países importantes no comércio mundial se recuperar, em outros se complicar um pouco (como a Rússia), mas a sobrevalorização cambial do real pode materializar tudo isso, mesmo as diferenças, em um agregado positivo para a renda do produtor que está integrado ao mercado internacional.
Enfim, há ventos a favor, ventos contra, incerteza no horizonte e uma certeza: o cenário está volátil. E como se lida com a volatilidade dos mercados – principalmente quando existe a possibilidade concreta de se estender no tempo -- para se sobreviver economicamente e conseguir bons resultados?
A resposta a esta pergunta pode ter três dimensões e tecnologia é a primeira delas. Tecnologia é a alavanca da competitividade e para ter sucesso no agronegócio contemporâneo é preciso ser competitivo, de preferência muito competitivo. Portanto, tecnologia é central.
A segunda dimensão é a gestão adequada. Hoje em dia, a qualidade de gestão é fundamental para a eficiência operacional, o controle dos custos de produção, a produtividade, a formação de recursos humanos, o bom aproveitamento dos mercados e o resultado econômico final dos negócios. Tecnologia e gestão, portanto, são duas coisas que devem andar juntas.
A terceira dimensão é a articulação política dos produtores – não importa se segmentados por setores, mercados e regiões, ou aglutinados em cooperativas, associações e sindicatos rurais. Isso com o objetivo de se debater políticas estratégicas setoriais, ou mesmo políticas públicas segmentadas ou para o agronegócio de uma forma mais ampla.
Atualmente, a produção animal e a produção vegetal precisam desse olhar mais estratégico, pois a interferência nos mercados é muito grande – por governos, conglomerados ou pressão social. Ou seja, agora precisamos olhar o campo não apenas na produção, tecnologia e gestão, mas também na perspectiva da articulação política e posicionamento estratégico do produtor.
Ainda falta aí o tempero da sustentabilidade, entendida na sua plenitude e envolvendo o fator humano, social, econômico e ambiental. Aqui pensar pequeno é risco de não se chegar lá. E o horizonte precisa estar definido em todos os quatro fatores.
A produção sustentável é integrada e não adianta pensar nela às migalhas. Pode-se até construí-la gradualmente, por uma questão de recursos ou operacionalidade. Mas desde o início, quando começamos a navegar, é preciso saber em qual porto queremos chegar.

Assuntos do Momento

Prédios públicos em municípios de SP e PR adotam o uso de energia solar, biomassa, eólica e pequenas centrais hidrelétricas estimando economia de R$ 2 milhões por ano
20 de Outubro de 2021
Redução de CO2

Prédios públicos em municípios de SP e PR adotam o uso de energia solar, biomassa, eólica e pequenas centrais hidrelétricas estimando economia de R$ 2 milhões por ano

Na expectativa de reduzir milhares de toneladas de CO2

Com transmissão ao vivo, AveSui 2022 será lançada oficialmente nesta quarta-feira (20/10) em Medianeira, PR
19 de Outubro de 2021
Evento

Com transmissão ao vivo, AveSui 2022 será lançada oficialmente nesta quarta-feira (20/10) em Medianeira, PR

A apresentação terá início às 09 horas com transmissão pelo canal TV Gessulli, do YouTube, sendo simultaneamente retransmitidos pelos sites Avicultura Industrial e Suinocultura Industrial

Ministro do Meio Ambiente irá defender a "globalização" do etanol, na COP26
22 de Outubro de 2021
Biocombustível

Ministro do Meio Ambiente irá defender a "globalização" do etanol, na COP26

Joaquim Leite disse que pedirá “mais ambição financeira para incentivar programas como o etanol brasileiro”

Em instantes, assista ao lançamento da AveSui América Latina 2022 pelo canal TV Gessulli
20 de Outubro de 2021
Evento

Em instantes, assista ao lançamento da AveSui América Latina 2022 pelo canal TV Gessulli

Com início às 09 horas, a edição 2022 da feira será apresentada em evento no Lar Centro de Eventos, em Medianeira, no Paraná

Entenda como o substituto dos combustíveis provenientes do petróleo, como o gás natural, a gasolina e o diesel, promete mudar o destino da humanidade
20 de Outubro de 2021
Biocombustível

Entenda como o substituto dos combustíveis provenientes do petróleo, como o gás natural, a gasolina e o diesel, promete mudar o destino da humanidade

Brasil é referência mundial quando o assunto é produção de etanol e biodiesel: o biocombustível que veio para substituir o gás natural, a gasolina e o diesel

AveSui América Latina 2022 é lançada oficialmente em Medianeira
21 de Outubro de 2021
Evento

AveSui América Latina 2022 é lançada oficialmente em Medianeira

O evento retorna na modalidade presencial e já conta com expositores nacionais e internacionais

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade