AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Programa

Nova fase de iniciativa Carbono Bayer reúne mais de 1.800 agricultores no Brasil

Nos próximos 3 anos, produtores do PRO Carbono vão intensificar adoção de práticas sustentáveis para sequestrar carbono e aumentar potencial produtivo

Redação
04-Out-2021 10:48 - Atualizado em 04/10/2021 11:17

Mais de 1.800 agricultores brasileiros vão participar, a partir desta safra 2021/2022, do PRO Carbono, programa parte da iniciativa Carbono Bayer, que oferece vantagens para os produtores dispostos a ampliar seu potencial produtivo e aumentar o sequestro de carbono no solo a partir da adoção de práticas agronômicas sustentáveis. O número representa um aumento de quase cinco vezes em relação aos participantes da fase inicial do projeto, lançado na safra 2020/2021.

Com o encerramento da janela de inscrições, a Bayer, os agricultores e uma rede de parceiros vão acompanhar o acúmulo de matéria orgânica nos talhões participantes pelos próximos três anos. "Neste período, vamos construir um ecossistema de carbono na agricultura brasileira com base em ciência, tecnologia de ponta e colaboração", reforça Fábio Passos, líder do Negócio de Carbono da Bayer para a América Latina. "O objetivo é oferecer aos produtores um modelo economicamente atrativo para o sequestro de carbono, enquanto são desenvolvidas soluções para enfrentar desafios técnicos, científicos e metodológicos ligados à mensuração de carbono e à geração de créditos no agro", completa.

Ao todo, mais de 215 mil hectares cultivados, em sua maioria, com soja e milho em propriedades espalhadas por 16 estados brasileiros participarão da iniciativa. Ao longo de cada ciclo, amostras de solo serão coletadas para análise e os agricultores poderão contar com as recomendações de cerca de 70 consultorias para a adoção de um rol de práticas de manejo sustentáveis. Além dos potenciais ganhos de produtividade e rentabilidade, os participantes poderão usufruir de benefícios para a adoção dessas práticas de manejo sustentáveis como acesso a conteúdos e profissionais referência no tema, análises de fertilidade e carbono e soluções entregues pelas empresas e instituições parceiras.

A alta adesão ao PRO Carbono reflete o interesse dos agricultores brasileiros em serem parte da construção de uma agricultura carbono neutro, segundo Fábio Passos. "O produtor rural e a agricultura estão entre os mais afetados pelas mudanças climáticas extremas e pela falta de acesso a recursos. Há um interesse crescente em tornar o agro parte da solução dos desafios que a humanidade enfrenta hoje e um engajamento visível por iniciativas que permitam ganhos sustentáveis de produtividade", afirma.

Para fazer parte do programa, os inscritos foram aprovados em análises socioambientais e se comprometeram a intensificar e aperfeiçoar a adoção de técnicas como plantio direto, plantio de cultivos de cobertura, rotação de culturas e uso de impulsionadores de produtividade e carbono nos talhões inscritos no projeto. Todos eles são também usuários da licença Plus do Climate FieldView™, plataforma de agricultura digital da Bayer utilizada na coleta, análise e rastreabilidade dos dados.

Inovação colaborativa

Uma das premissas do PRO Carbono é o trabalho colaborativo, reforça Passos. "Sabemos que não é possível ser autossuficiente quando o assunto é inovação. Entendemos que é ainda mais necessário trabalhar de forma aberta com expertises diversas em questões complexas como a construção de um ecossistema de carbono na agricultura", diz ele.

Para vencer os desafios inerentes à uma iniciativa inédita como o PRO Carbono, a Bayer conta com parceiros como a Embrapa, por meio de três centros de pesquisa (Embrapa Informática Agropecuária, Embrapa Instrumentação e Embrapa Meio Ambiente), Federação Brasileira do Sistema de Plantio Direto, startups e um time de experts acadêmicos, ligados a instituições renomadas como Esalq/USP, Unesp, UEPG, UFRGS e UFMG.

Além do apoio do Itaú BBA, que está comprometido a entregar soluções de financiamento aos clientes do PRO Carbono, os participantes também terão acesso a novos benefícios para auxiliar na adoção de práticas de manejo sustentáveis, entre eles condições comerciais exclusivas oferecidas pela Mosaic Fertilizantes para o talhão participante do programa, e poderão usufruir de conhecimento técnico por meio de dezenas de cursos disponíveis na plataforma UniMosaic.

"A Mosaic Fertilizantes tem desenvolvido diversas ações, incluindo o aumento de tecnologia em seus produtos, já reconhecidos pelo mercado, para incentivar o aumento da produção de forma sustentável. Participando do PRO Carbono poderemos compartilhar, com centenas de agricultores, o conhecimento da empresa em nutrição vegetal, além de permitir que todos os participantes tenham acesso a capacitação e campanhas exclusivas", afirma Christian Pereira, diretor de Marketing da Mosaic Fertilizantes.

Ainda, através de parcerias com seguradoras, agricultores do PRO Carbono poderão ter condições diferenciadas na contratação de seguro agrícola. "Nós, junto com pesquisadores, universidades, startups, a Embrapa e toda nossa rede de parceiros, trabalhamos para desenvolver o modelo mais atrativo possível para os produtores adotarem práticas de manejo sustentáveis, comprovando na prática que sustentabilidade e lucratividade na agricultura não devem caminhar de forma separada", finaliza Fábio Passos.

 

Assuntos do Momento

Novo complexo de energia solar de R$ 782 milhões será construído no Ceará
22 de Outubro de 2021
Mais Empregos

Novo complexo de energia solar de R$ 782 milhões será construído no Ceará

No total serão 5 usinas de geração de energia solar, localizados no interior do estado do Ceará, no município de Abaiara

Piauí se destaca na produção de energia solar e eólica no país
21 de Outubro de 2021
Energia do Futuro

Piauí se destaca na produção de energia solar e eólica no país

O Piauí está ocupando em outubro a quarta posição entre os maiores produtores de energia eólica do país, com 3,8 Gigawhats de potência instalada.

Com investimentos de R$ 1,4 bilhão, nova usina de energia solar inicia operação no estado da Bahia
22 de Outubro de 2021
Usina Fotovoltaica

Com investimentos de R$ 1,4 bilhão, nova usina de energia solar inicia operação no estado da Bahia

A Pátria Investimentos pontuou que a nova usina fotovoltaica torna-se o segundo maior parque de energia solar em operação no Brasil

Startup desenvolve combustível renovável a partir de cascas de madeiras capaz de revolucionar a indústria naval
22 de Outubro de 2021
Sustentabilidade

Startup desenvolve combustível renovável a partir de cascas de madeiras capaz de revolucionar a indústria naval

A indústria naval também está caminhando rumo a descarbonização e um exemplo disso é o combustível renovável, a base de cascas de madeira

27 de Outubro de 2021
Expansão

EDP anuncia a construção da sua primeira usina solar de larga escala no Rio Grande do Norte

Buscando expandir suas atividades na geração de energia solar, a EDP Brasil, anunciou a construção da sua primeira usina solar no Rio Grande do Norte, nas cidades de Pedro Avelino, Jandaíra e Lajes

Combustível de aviação sustentável promete reduzir em até 68% as emissões de CO2
22 de Outubro de 2021
Meio Ambiente

Combustível de aviação sustentável promete reduzir em até 68% as emissões de CO2

Combustível de aviação sustentável é uma grande aposta do setor para reduzir o impacto ao meio ambiente

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade