AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Energia Solar

No Amapá, programa oferta empréstimo para que população instale energia solar em casa e em empresas

Iniciativa busca estimular produção de energia sustentável, disponibilizando linhas de crédito e qualificação da mão de obra local para trabalhar na área

Redação com informações de G1
16-Mar-2022 16:46 - Atualizado em 16/03/2022 17:00

Um programa lançado no Amapá visa estimular a aquisição de sistemas de produção de energia solar para casas e empresas do estado. Pessoas físicas e jurídicas podem acessar linhas de crédito e emprestar algum valor para aquisição e instalação dos equipamentos.

O programa “Amapá Solar” foi lançado pelo governo do Estado em uma solenidade no Palácio do Setentrião, na terça-feira (16), e tem ainda como foco o desenvolvimento desse mercado de energia solar e qualificação profissional de mão de obra local.

Segundo a Associação Amapaense das Empresas de Energia Solar, o estado tem 30 empresas do setor. O governador Waldez Góes (PDT) considera o programa uma potência para essa produção de energia renovável.

“O Amapá tem um grande potencial para energia alternativa, e a solar mais ainda. Tínhamos menos de 100 unidades produtoras, crescemos mais de 1000%. Com o Amapá Solar, vamos continuar ampliando, gerando mais emprego e renda para os amapaenses. As linhas de crédito são para implantar o sistema de energia, seja na residência, ou no empreendimento. Isso dá mais segurança energética, reduz os custos, podendo ser compensada em outras unidades consumidoras”, explicou Góes.

Empréstimo

Ao lançar o programa, o governo abriu aporte inicial de R$ 6 milhões, com recursos do Tesouro Estadual, e assinou decreto abrindo crédito do fundo garantidor, que também permite recebimento de recursos de emendas federais, estaduais e de bancos públicos e privados.

O empréstimo é feito via da Agência de Fomento do Amapá (Afap). Uma das linhas de crédito oferta para empresas a taxa de juros de 1,1% ao mês e carência de 4 meses, com prazo do financiamento de 60 meses, para consumo médio de até 1.500 kwh/mês.

A outra é a “Afap Construir”, que será readequada para instalação de sistema fotovoltaico, destinada aos servidores públicos do Estado e trabalhadores da iniciativa privada que sejam vinculados a empresas parceiras. Com taxa de juros de 1,10% ao mês, sem carência e o prazo do financiamento é de 60 meses. O sistema nessa modalidade pode gerar até 1.500 kwh/mês.

Mão de obra qualificada

Com relação aos cursos para formar profissionais que possam trabalhar na área, eles serão ofertados por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Amapá. Foram abertas inicialmente 200 vagas para beneficiários do programa Amapá Jovem. Eles ficarão por dentro de técnicas de operações de instalação e manutenção de sistemas fotovoltaicos.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade