AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Meio Ambiente

Mourão diz que pecuária terá que se adaptar para acordo de redução de metano

A jornalistas no Palácio do Planalto, o vice-presidente comentou o acordo firmado pelo Brasil na COP-26 para diminuir em 30% a emissão do gás

Redação com informações de O Antagonista
03-Nov-2021 13:02

O vice-presidente Hamilton Mourão (foto) disse há pouco, a jornalistas no Palácio do Planalto, que a pecuária brasileira terá de se adaptar para que o país consiga cumprir o compromisso, firmado na COP-26, de redução de 30% do gás metano até 2030.

“A questão do metano está ligada aos excrementos da pecuária, principalmente. Nós temos um rebanho bovino enorme. Vai ter que haver uma adaptação, um planejamento para isso.”

Mourão afirmou, no entanto, que a meta não será um problema. Segundo ele, muitos produtores já adotam medidas para diminuir a emissão do gás.

“Temos um prazo para irmos nos adaptando. Grande parte dos produtores já trabalha no sentido de fazer a coleta dos dejetos e consequentemente depois a queima dos mesmos de forma que não contamine a atmosfera.”

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade