Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Sustentabilidade

Ministra defende protagonismo do Brasil na agricultura de baixo carbono

Em Campo Grande, Tereza Cristina participou de seminário sobre negócios de carbono e sustentabilidade e de conferência da Unale

Redação, com informações do MAPA
26-Nov-2021 07:46

Durante agendas nesta quinta-feira (25) em Campo Grande (MS), a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) reforçou o protagonismo brasileiro na produção agropecuária com baixa emissão de carbono. Com destaque para o Planos ABC+, ABC e programas como Águas do Agro, a ministra defendeu o produtor brasileiro como “o maior ambientalista do país, porque ele conserva dentro da sua propriedade”.  

“Ainda existe muito desconhecimento em torno da nossa agropecuária moderna. Precisamos avançar, precisamos prosseguir, claro! Mas já temos muito. Tanto que na COP muita gente se calou diante dos exemplos que nossa agricultura foi lá mostrar e comprovar com números, trabalhos científicos e indicadores que estão sendo feitos”, enfatizou ao comentar a participação brasileira na Conferência do Clima.

No Seminário de Negócios de Carbono e Sustentabilidade, promovido pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul (Semagro) em parceria com a Wetlands International Brasil, ainda foi discutida a implementação de créditos de carbono no mercado produtor brasileiro.

“O nosso desafio e também nossa oportunidade é capacitar, cada vez mais, o nosso produtor para ele utilizar todas essas tecnologias e crédito para que ele possa implementá-las. O produtor só irá implementar se, além da eficiência, ele tiver ganhos econômicos”, reforçou Tereza Cristina. 

Para a ministra, a questão do pagamento pelos serviços ambientais foi destravada na COP26, em Glasgow, e terá o Brasil novamente como protagonista no comércio e na regulação dos pagamentos por serviços ambientais por carbono.

“Cada vez mais teremos que estar atentos e trabalhando de forma moderna olhando para frente. Essa página de meio ambiente não tem mais discussão, é uma realidade. Ou somos protagonistas ou teremos que ir a reboque do que já está acontecendo no mundo”.

Além do destaque para a sustentabilidade do agronegócio brasileiro, a ministra fez uma apresentação do cenário atual do setor na 24ª Conferência Nacional da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale). Ela destacou que, com foco no pequeno agricultor e na agricultura familiar, a gestão do Mapa trabalha em políticas públicas para incentivar o desenvolvimento de tecnologias, em parceria com a Embrapa, para que chegue a todos os produtores a partir de uma forte assistência técnica, que hoje conta com, cada vez mais, conectividade em áreas rurais. 

Convênio

A ministra assinou nesta quinta-feira um termo para a realização de convênio entre o Mapa e a Semagro para a aquisição de veículos e equipamentos com o intuito de fortalecer a cadeia produtiva de castanha do Baru e Bocaiuva. Serão beneficiados produtores da agricultura familiar, extrativista e comunidades tradicionais, totalizando 1.210 famílias, distribuídas em oito municípios:  Anastácio, Bodoquena, Bonito, Corumbá, Jardim, Miranda, Nioaque e Porto Murtinho.

O apoio financeiro será de R$ 1,2 milhão por parte do Ministério da Agricultura e R$ 125 mil, a título de contrapartida, por parte do estado de Mato Grosso do Sul. 

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade