AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Incentivo

Ministério do Meio Ambiente quer incentivar geração de biogás no Brasil

O ministro de Meio Ambiente, Joaquim Leite, cumpre agenda de dois dias no Oeste do Paraná. O roteiro do ministro começou nas obras da Central de Bioenergia de Toledo, município que concentra a maior produção de suínos do estado.

Redação com informações de Itaipu
10-Mar-2022 08:35

O ministro de Meio Ambiente, Joaquim Leite, cumpre agenda de dois dias no Oeste do Paraná, nesta quarta-feira (9) e quinta-feira (10), para conhecer projetos de geração distribuída e de tratamento de resíduos que servirão de referência para políticas públicas do governo federal relacionadas à descarbonização da economia, como o programa Metano Zero, do MMA, que tem como objetivo a redução de emissões de gases de efeito estufa.

O roteiro do ministro começou na tarde de quarta-feira, nas obras da Central de Bioenergia de Toledo, município que concentra a maior produção de suínos do estado. Desenvolvida pela Itaipu Binacional com apoio da a prefeitura municipal e do CIBiogás, com um investimento total de R$ 11 milhões, a central vai tratar diariamente 350 m³ de dejetos de 17 propriedades rurais.

Além de permitir a autossuficiência em energia a partir de dejetos da suinocultura, o sistema neutraliza impactos ambientais e gera benefícios econômicos a partir da venda de energia para a rede pública e, futuramente, com a obtenção de créditos de carbono.

A estimativa para a Central de Toledo é de produzir 3.800 MWh/ano, energia suficiente para abastecer 1.400 residências. Paralelamente, a central deverá contribuir com a redução de 50 mil toneladas de CO2 equivalente/ano, o que corresponde às emissões evitadas de 30 mil veículos leves ou, ainda, ao plantio de 250 mil árvores.

Para o ministro Joaquim Leite, a iniciativa é importante para contribuir com as metas nacionais de redução de emissões de metano, compromisso assumido pelo Brasil durante a Conferência Mundial do Clima, COP 26, em Glasgow, na Escócia. “O próximo desafio é ganhar escala e agregar valor ao biogás com a produção de biometano a ser utilizado em substituição ao diesel, reduzindo significativamente a utilização de combustíveis fósseis”, afirmou Leite.

Para a Itaipu, o projeto, além de contribuir com a redução de emissões, também está ligado à segurança hídrica (a qualidade e quantidade de água da região), pois trata adequadamente os dejetos da suinocultura e que, assim, deixam de contaminar a água e o solo.

Além de iniciativas apoiadas pela Itaipu, a programação do ministro nesta quarta-feira também incluiu projetos da iniciativa privada em Ouro Verde do Oeste. Na quinta, o roteiro segue com visitas à Central Termelétrica a Biogás de Entre Rios do Oeste; à Unidade Produtora de Desmamados da Lar, em Santa Helena, e ao Aterro Sanitário de Cascavel.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade