AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário

Loucura é continuar a fazer as coisas do mesmo jeito e esperar resultados diferentes - por Coriolano Xavier

Coriolano Xavier

Membro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e Professor do Núcleo de Estudos do Agronegócio da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

22-Abr-2015 13:34 - Atualizado em 20/04/2016 14:54

O horizonte está cinza. Inflação prevista entre 7 e 8% em 2015, desemprego aumentando e queda da massa salarial, ou seja, menos renda disponível, menos consumo. Áreas importantes da indústria em alerta, como o setor automotivo, onde a queda de vendas poderá ficar de 15 a 25%, dependendo do segmento.
 
A confiança do consumidor também se desmancha no ar, conforme levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) em fevereiro último, apontando um índice de confiança de 85,4 – frente a 117,7, na média de 2006 a 2014.  Paralelamente a isso, a intenção de investimentos também recuou (13,1%), comparando-se 2014 e 2015.
 
São números divulgados pela ABAG – Associação Brasileira de Agronegócio, a partir de estudos que encomendou para lastrear sua diretoria e associados. Dados preocupantes, temperados por hiatos de governança pública, que ampliam o desalento do cidadão, tudo isso com potencial para afetar negativamente o comportamento da economia.
 
Claro que o agronegócio deve sentir os efeitos desse ambiente interno. Mas suas perspectivas são melhores, por conta de um cenário externo com crescimento da economia dos Estados Unidos, manutenção de crescimento na China (ainda que menor) e uma certa retomada na zona do Euro (Alemanha, Inglaterra e Espanha), sem contar a alta do dólar, favorecendo a balança comercial e reduzindo o impacto das mazelas internas.
 
O que fazer? Não vou querer ensinar a missa pro vigário, pois afinal o agronegócio vem mantendo – apesar de tudo e de todos – uma trajetória ascendente, modernizadora, e segue sendo uma espécie de sustentação do país. Mas vai que um dia essa energia seja abalada e, aí, recomendo atenção para o título dessa coluna, que tomei emprestado de um amigo e companheiro de lida – José Luiz Tejon.
 
Inovar, mudar, experimentar, empreender, trabalhar tem que ser o tônus para consertar as coisas no Brasil. É por isso que vemos uma Aurora se fortalecendo, o setor de adubação de precisão com micronutrientes acelerando, a rastreabilidade dando uma nova cara às nossas cadeias de HF e, logo mais, carnes. E a tecnologia disruptiva da biologia sintética anunciando revoluções na produção de grãos e indústria de alimentos.
 
Com ajustes na direção certa, o Brasil certamente voltará a crescer. Mas por enquanto, preocupado com os problemas e urgências de hoje, o país ainda nem está discutindo muito qual o caminho para um novo avanço econômico. Será na direção consumista que marcou nosso crescimento nas últimas décadas?
 
Acho que não e há sinais na sociedade que apontam para isso. E, se assim for, teremos fatores de sobra a mudar nossas vidas, atividades econômicas, valores e responsabilidades, inclusive no agronegócio – e apesar de todo o sucesso do setor. Isso se chama movimento da história.

Assuntos do Momento

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica
24 de Setembro de 2021
Bioenergia

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica

Empresa EV Brasil assinou protocolo com governo do estado para instalar primeiro projeto do tipo no país, nesta terça-feira (21). Investimento inicial é de R$ 12,5 milhões.

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira
24 de Setembro de 2021
Compromisso

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira

Presidente citou compromisso com dois pactos, um para reduzir emissões de carbono e outro para financiar o setor de hidrogênio, e disse que país é destaque na implementação de soluções energéticas sustentáveis

Alta do gás pode abalar transição verde na UE
23 de Setembro de 2021
Meio Ambiente

Alta do gás pode abalar transição verde na UE

Há o temor de que a crise energética tenha impacto sobre a crença no investimento em fontes mais limpas

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica
24 de Setembro de 2021
Alternativa

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica

Bioágua é feita a partir da filtragem das chamadas águas cinzas. Combinação entre diferentes fontes é a solução para pesquisadores, que também apostam no uso da água subterrânea.

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia
24 de Setembro de 2021
Certificado

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia

Documento atesta conformidade da Companhia ao Regulamento turco de Resíduos Zero

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023
24 de Setembro de 2021
Biocombustível

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023

Matéria-prima foi classificada pelo bloco como fator que resulta em desmatamento excessivo e não pode mais ser considerada um combustível renovável para transporte.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade