Guia Gessulli
04-Abr-2018 14:16 - Atualizado em 04/04/2018 16:01
Matriz Energética

Leilão para contratação de renováveis tem mais de 1,6 mil projetos cadastrados

Expectativa é que certame repita o sucesso das concorrências realizadas no fim de 2017

O primeiro leilão de 2018 de energia renovável acontece nesta quarta-feira (04/04). O objetivo é contratar projetos de fontes solar, eólica, hidráulica e termelétricas a biomassa, que começarão a operar a partir de 2022 e venderão energia ao governo federal por prazos de 20 a 30 anos. 

De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), 1.672 projetos foram cadastrados para esse certame, somando 48.713 MW de capacidade instalada. A maior parte da oferta cadastrada são, respectivamente, de empreendimentos eólicos, solar fotovoltaicos, hidrelétricos e termelétricos a biomassa. No segundo quadrimestre, deve ser realizada outra concorrência para contratar novos projetos com entrega em 2024.

A expectativa é que o leilão repita o sucesso dos realizados no fim de 2017. Em dezembro, a concorrência teve resultado melhor que o esperado e obteve um deságio de 38,7%. Isso significou, para os consumidores de energia, uma economia de R$ 68,5 bilhões. Para o País, a operação garantiu investimentos de R$ 13,94 bilhões em infraestrutura. 

Entres os estados que serão beneficiados com os empreendimentos, o Piauí é o com o maior número de usinas: 17 no total. A lista segue com Rio Grande do Norte (12 usinas), Paraíba (9 usinas), Maranhão (4 usinas), Bahia (4 usinas), Pernambuco (3 usinas), São Paulo (3 usinas), Santa Catarina (2 usinas), Rio Grande do Sul (2 usinas), Rio de Janeiro (2 usinas), Minas Gerais (2 usinas). Com uma usina estão Mato Grosso, Paraná e Goiás. 

Governo do Brasil
Deixe seu Recado