AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Meio Ambiente

Itaipu recebe o selo de Empresa Amiga da Mata Atlântica

Entrega foi feita durante o encontro anual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, que comemora 30 anos da RBMA e 50 do MAB. Selo tem validade de um ano e já havia sido concedido à Itaipu em 2018

Redação
25-Nov-2021 08:08

A Itaipu Binacional recebeu, nesta noite de terça-feira (23), o selo de Empresa Amiga da Mata Atlântica, um reconhecimento à contribuição à restauração do Bioma Mata Atlântica. A empresa participa, ao longo desta semana, do encontro anual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), em Fortaleza (CE) e com transmissão ao vivo pelo canal Cine Biosfera, no YouTube, dos principais eventos e debates.

A entrega do selo (que tem validade de um ano e que já havia sido entregue à Itaipu em 2018) ocorreu durante a sessão solene que marcou os 30 anos da RBMA e 50 do programa O Homem e a Biosfera (MAB, em inglês), da Unesco. A empresa foi representada pelo diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, e o superintendente de gestão ambiental, Ariel Scheffer da Silva.

O evento contou com a participação de representantes do Conselho Nacional da RBMA, Unesco, Global Wildlife Conservation, Governo do Ceará e Federação das Indústrias do Estado do Ceará. Na ocasião, também foram entregues os troféus do Prêmio Muriqui 2021, reconhecendo importantes contribuições à causa ambiental em diversas categorias.

O presidente do Conselho Nacional da RBMA, Clayton Lino, destacou a importância do programa MAB no contexto internacional. São 727 Reservas da Biosfera em 131 países. “Trata-se de uma rede espetacular de lugares privilegiados pela natureza, mas que também coloca a questão do trabalho, a relação do homem com o uso da água, do solo, os valores culturais e étnicos. É um programa muito inovador”, afirmou.

Em seu discurso como participante da mesa de autoridades, o general Carbonell apresentou as ações que Itaipu desenvolveu desde a época da construção da usina, e que permitiram a formação de mais de 100 mil hectares de áreas protegidas no Brasil e no Paraguai, com destaque para o plantio de 24 milhões de árvores somente na margem brasileira. Além disso, a Itaipu foi responsável por 30% da regeração da Mata Atlântica observada no estado do Paraná entre os anos de 1985 e 2015.

“Itaipu produz energia limpa e renovável com base em um ciclo virtuoso da natureza. As ações da empresa são voltadas ao correto manejo do solo, a recuperação e a manutenção das florestas, a segurança hídrica, e o emprego dos princípios de desenvolvimento sustentável, lastrados em uma ampla rede de educação ambiental”, afirmou o diretor, enfatizando a importância da participação das comunidades, associações e setores produtivos no diagnóstico e execução das ações.

Já o superintendente de gestão ambiental, Ariel Scheffer da Silva, abordou o sistema inovador que permitiu a constituição da primeira Unidade de Gestão Descentralizada (UGD) da Reserva da Biosfera no mundo. A UGD RBMA Itaipu soma cerca de 860 mil hectares de áreas em 29 municípios, e conta com a participação de 10 instituições governamentais e 10 não-governamentais em seu Fórum Consultivo de Apoio à UGD.

“Para a Itaipu, a sustentabilidade da geração de energia no longo prazo tem a ver com segurança hídrica e com a vida útil do reservatório. E essa vida útil tem a ver com os ecossistemas, com sedimentos, com uso do solo e de como cuidamos da natureza no território. E é um trabalho feito em parceria e tendo como referência os 17 ODS da Agenda 2030. Tudo isso foi muito importante para que pudéssemos constituir essa UGD”, disse o superintendente.

A programação do evento segue ao longo da semana com a participação de Ariel Scheffer e do engenheiro florestal e coordenador da UGD, Luis Cesar Rodrigues da Silva, da Divisão de Áreas Protegidas (MARP.CD), no seminário internacional “A RBMA e a agenda global de sustentabilidade”. “O evento é uma oportunidade para se conhecer boas práticas implementadas em outros locais, com potencial para replicação na área de influência da Itaipu”, afirmou Luís César.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Veja quais são os tipos de energia renovável usados no Brasil
20 de Janeiro de 2022
Brasil

Veja quais são os tipos de energia renovável usados no Brasil

Uso de energias como a solar e a eólica ganharam forçam em meio ao combate às mudanças climáticas

USDA lança programa piloto para implantar infraestrutura de energia renovável para pessoas em cidades rurais
19 de Janeiro de 2022
EUA

USDA lança programa piloto para implantar infraestrutura de energia renovável para pessoas em cidades rurais

O financiamento ajudará as pessoas em comunidades rurais particularmente carentes a reduzir os custos de energia, aumentar a resiliência energética e enfrentar as mudanças climáticas

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Gás Natural catarinense tem crescimento recorde em 2021
24 de Janeiro de 2022
Biocombustível

Gás Natural catarinense tem crescimento recorde em 2021

Ao todo, Santa Catarina concentra 18.634 clientes diretos, entre indústrias, unidades residenciais, estabelecimentos comerciais e postos de combustíveis, além dos 112.353 usuários de GNV (Gás Natural Veicular)

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade