AveSui2021
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

Investimento italiano

Agência Estado
16-Set-2011 08:47 - Atualizado em 20/04/2016 14:41


Companhias italianas devem investir em biocombustíveis na América Latina, já que o continente está em primeiro plano na expansão desse setor, afirmou hoje o diretor-geral para energia do Ministério do Meio Ambiente da Itália, Corrado Clini. O governo italiano "está trabalhando no estabelecimento de iniciativas para que companhias (italianas)" se unam a empresas da América Latina, especialmente brasileiras, pois os biocombustíveis representam um papel maior no setor de energia da região, segundo Clini.

Os biocombustíveis representarão de 25% a 30% do consumo total de combustíveis para transporte nos próximos 20 anos, afirmou Clini, em conferência realizada em Roma. Como os preços do petróleo se mantiveram elevados e os governos lançaram medidas para impulsionar tipos de energia mais favoráveis ao meio ambiente, os biocombustíveis se tornaram mais populares.

AveSui2021_dentro

Clini acrescentou que é importante unir-se à experiência de países da América Latina. Ele lembrou que há evidências de uma segunda geração da tecnologia sendo desenvolvida. Como exemplo, Clini citou que o crescimento da biomassa para desenvolver biocombustíveis foi um passo "significativo" na direção correta.

O diretor-geral também destacou a recompensa financeira de tais investimentos, pois o ministério registra retorno de até dez vezes os gastos iniciais em fontes renováveis de energia na América Latina. As informações são da Dow Jones.