Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Energia

Instituto lança certificação para energia solar

Valor Econômico
19-Abr-2012 08:45 - Atualizado em 20/04/2016 14:43

O Instituto Ideal, organização sem fins lucrativos sediada em Florianópolis, lança, na próxima semana, o selo solar. A certificação, destinada a empresas que compram e geram energia solar no país, tem o objetivo de ajudar no desenvolvimento dessa energia limpa no Brasil.

O selo resulta de uma parceria com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que detém um ambiente para comercialização de energia de diferentes fontes, e passará a fazer a ponte entre as empresas geradoras e as compradoras também de energia solar, rastreando a operação.

O presidente do Ideal, Mauro Passos, diz que o selo permitirá ao consumidor reconhecer as empresas com preocupações ambientais na área de geração de energia, indicando os agentes comprometidos com a causa.

Por enquanto, os projetos de produção de energia solar ainda são poucos no Brasil, mas a ideia é que o selo e a comercialização façam parte dos passos iniciais para incrementar o segmento.

Várias universidades vêm pesquisando há anos diferentes formas de desenvolver o aproveitamento da energia solar. Os primeiros projetos de maior porte no país usando esse tipo de energia, contudo, só saíram do papel em 2011, caso do estádio Pituaçu, na Bahia, e da usina de energia solar de Tauá, no Ceará, pertencente ao empresário Eike Batista.

"A iniciativa (selo e comercialização) contribui para que o custo dessa energia caia para um patamar mais competitivo", avalia o gerente de inteligência de mercado da CCEE, Alexandre Zucarato.

Hoje, um dos principais empecilhos para o aumento da oferta desse tipo de energia é seu custo. A energia solar ainda é mais cara do que outras fontes disponíveis no mercado brasileiro.

Zucarato menciona recente pesquisa sobre o assunto que salientou que a energia solar teria atualmente um preço em torno de R$ 500,00 megawatts hora, enquanto empresas de grande porte pagam cerca de R$ 120,00 pela energia convencional contratada para longo prazo.

"Mas a queda de preço da solar está na iminência de acontecer. Já há projeções que indicam que, para 2017, o custo pode cair para R$ 150 MWh", destaca.

Por enquanto, a expectativa de comercialização de energia solar é de um volume ainda marginal. Em parte, porque nem todos os produtores necessariamente também irão vendê-la, podendo optar pelo autoconsumo.

Na prática, para poder obter o selo, uma empresa passará por avaliação do Instituto Ideal para fazer a comprovação de envolvimento na geração ou no consumo de energia solar.

A CCEE será responsável por verificar quem gerou e quem contratou no ambiente de comercialização. Ainda está sendo estudado se haverá cobrança para a concessão do selo.

O Ideal foi criado em 2007 para fomentar o desenvolvimento de energias alternativas na América Latina. O projeto do selo solar baseia-se em ações similares tomadas na Alemanha no fim dos anos 1990, a partir do Grüner Strom Label (Selo de Energia Verde), que certifica hoje cerca de 120 produtos.

No ano passado, a comercialização da CCEE correspondeu a 48,5 mil MW médios de energia convencional. A comercialização a partir de fontes renováveis não-convencionais (como eólica e biomassa) vem crescendo nos últimos anos, mas ainda é pequena, tendo atingido um total de 3,7 mil MW médios.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade