12-Jun-2017 09:49
Mato Grosso do Sul

Instituto de Biomassa recebe credenciamento da ANP

O Instituto Senai de Inovação em Biomassa (ISI Biomassa), que será inaugurado, em Três Lagoas (MS), em agosto deste ano, recebeu o credenciamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Combustíveis (ANP) para realizar atividades de pesquisa com recursos decorrentes das cláusulas de investimento em Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (PD&I).

O credenciamento foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (6). Segundo o diretor regional do Senai, Jesner Escandolhero, isso representa uma relevante conquista para o Instituto.

“Os contratos para exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural firmados entre União, ANP e empresas petrolíferas apresentam cláusulas de investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação. Essas cláusulas estabelecem para as empresas a obrigação de realizar investimentos segundo condições específicas de cada modalidade de contrato, junto a universidades ou institutos de pesquisa previamente credenciados pela ANP”, explicou Jesner Escandolhero.

O instituto, orçado em R$ 26,4 milhões, vai funcionar em uma estrutura do barracão da antiga oficina da estrada de ferro Noroeste do Brasil (NOB), no bairro Santa Luzia, que é tombado como patrimônio histórico e foi restaurado.

O ISI Biomassa terá uma estrutura analítica para caracterização físico-química de diversos tipos biomassa e laboratórios da área química, microbiológica, biologia molecular, tratamento e preparo de matérias-primas e unidades de planta piloto para escalonamento de processos.

Ainda segundo o diretor do Senai, o credenciamento abre uma nova fronteira de atuação para o ISI Biomassa, ampliando substancialmente o portfólio de clientes e também o leque de pesquisas que poderão ser financiadas a partir desses recursos. “Seja na produção de combustíveis por via química e termoquímica a partir da biomassa ou na produção de biocombustíveis por rotas fermentativas a partir da biomassa”, disse.

A diretora do ISI Biomassa, Carolina Maria Machado de Carvalho Andrade, disse que o credenciamento é mais um caminho para garantir a sustentabilidade ao Instituto. “Apesar de recente, temos alcançado diversas conquistas e potenciais futuros de atuação. Agora, credenciados pela ANP, saberemos concentrar esforços nas linhas de pesquisas que podem ser financiadas pela agência”, frisou.

JP News
Deixe seu Recado