31-Out-2017 17:20
Pesquisa e Desenvolvimento

Governo de São Paulo e CPFL Santa Cruz apoiam projeto de eficiência energética

Trabalho da escola estadual Dimas Mozart de Taquarituba foi o campeão nacional do prêmio Zayed de Energia do Futuro

A pedido da Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, a CPFL Santa Cruz, distribuidora da CPFL Energia que atende 212 mil consumidores em 24 cidades no interior de São Paulo e três municípios do Paraná, irá desenvolver o projeto de eficiência energética elaborado pelos alunos e professores da escola estadual Dimas Mozart e Silva Professor do município de Taquarituba (SP), na região de Itapetininga.
 
O projeto da escola foi vencedor em 2016 da etapa nacional do prêmio Zayed de Energia do Futuro na categoria Escolas Secundárias Globais e credenciou-se para disputar a final com outros três países em janeiro deste ano em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Na ocasião, o projeto do colégio boliviano Unidad Educativa Sagrado Corazon 4 foi o campeão para as Américas e recebeu a quantia de 100 mil dólares para desenvolver seu projeto.
 
Para apoiar a iniciativa, que prevê trazer uma economia de até 85% no consumo de energia elétrica da escola, a Secretaria de Energia e Mineração, a Secretaria Estadual da Educação e a CPFL Santa Cruz, concessionária da região onde a escola está instalada, assinaram nesta terça-feira, 31 de outubro, em Campinas, um protocolo de intenções no qual a distribuidora investirá R$ 126 mil na instalação de uma central fotovoltaica com potência de 15 quilowatt-pico (kWp) e na troca de 300 lâmpadas e refletores para a tecnologia LED.
 
“Os alunos foram recebidos pelo governador Geraldo Alckmin e eu estive com eles na premiação em Abu Dhabi. Esse é um projeto que não poderia ficar no papel. É a juventude trazendo ideias inovadoras em um novo momento que o mundo vive com a ampliação do uso de energias renováveis e a economia por meio da eficiência energética”, disse o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles.
 
Além de economia na conta de luz, a intenção do projeto é propiciar aos estudantes da rede estadual a mudança nos hábitos de consumo de energia elétrica, combater o desperdício e promover a sustentabilidade.
 
“A herança ambiental que o mundo está deixando é ruim, por isso a importância do projeto dos alunos que ajudam a manter um meio ambiente sustentável. Inclusive a nossa feira de educação deste ano terá como tema as novas matrizes sustentáveis”, destacou o secretário da Educação, José Renato Nalini.
 
“O interesse mútuo dos Emirados Árabes e de São Paulo é o investimento em energias sustentáveis. Parabéns ao Estado que é um dos principais incentivadores do mundo em energias renováveis”, afirmou o cônsul geral dos Emirados Árabes Unidos no Brasil, Ibrahim Salem Al Alalawi.
 
A CPFL Santa Cruz está implantando o projeto por meio do programa de Eficiência Energética da Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica. “Por meio de nossas ações, conseguimos promover o desenvolvimento das comunidades onde atuamos, e a realização de parcerias com o poder público são importantes para que projetos como esse sejam implementados e a população possa usufruir dos benefícios”, explica o presidente da CPFL Santa Cruz, Marco Antonio Villela de Abreu.
 
Após a assinatura do protocolo, os alunos e professores do colégio Dimas Mozart visitaram a sede do Grupo CPFL, em Campinas, e a usina solar fotovoltaica de Tanquinho com 1,1 megawatt-pico (MWp), que a chegou ser a maior unidade de geração de energia solar do Brasil.
 
“O futuro do planeta depende de nossas ações. Basta sonhar, acreditar e ter esperanças” disse em nome dos estudantes, Vinícius da Silva Ferrari, aluno da Escola Estadual.
 
Pelo segundo ano consecutivo, a E.E. Dimas Mozart foi vencedora da etapa nacional e representará o Brasil na final do Prêmio Zayed, em Abu Dhabi. Para isso, os estudantes aperfeiçoaram o projeto, que contempla ainda a adoção de tapetes que captam energia quando são pisados, cisterna para captar água da chuva, construção de composteira, horta orgânica, revitalização dos jardins, construção de pista de corrida, criação da sala de oficinas sustentáveis, compra de balcões térmicos para a cozinha, substituição das telhas dos corredores por telhas transparentes, troca das torneiras e descargas nos banheiros e pintura do prédio com tinta ecológica.

Ascom
Deixe seu Recado