Guia Gessulli
17-Abr-2015 08:45 - Atualizado em 20/04/2016 14:54
FIPPPA 2015

FIPPPA 2015 reforça participação chinesa em momento de crescimento da relação comercial Brasil-China

Feira terá a presença de empresários chineses dispostos a investir no Brasil e ainda contará com mais de 30 empresas expositoras do país asiático, que continua sendo um dos mais relevantes mercados do agronegócio mundial.

Não é de hoje que se nota uma marcante presença dos executivos e empresários chineses em eventos realizados no Brasil. Os dois países, principalmente na última década, criaram um histórico laço comercial, mesmo tão distantes geográfica e culturalmente. E um similar movimento de aproximação poderá ser conferido na FIPPPA 2015 - Feira Internacional de Produção e Processamento de Proteína Animal. O evento confirmou a visita de grandes empresários e mais de 30 empresas expositoras provenientes da China que marcarão presença no Expotrade Convention Center nos dias 28, 29 e 30 de abril, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR). 

Entre as expositoras, estão empresas renomadas e líderes de mercado, como a Hebei Xiaojin Machinery Manufacturing Inc., fundada em 1986 e com um amplo portfólio de produtos (misturadeira à vácuo, moedor de carne, defumador automático etc.); a Guangzhou Leader Bio-Technology Co. Ltd., que fabrica produtos nutricionais para animais em todo o mundo; a Zhejiang Apeloa Kangyu Bio-Pharmaceutical Co. Ltd, que produz e comercializa fórmulas veterinárias; e a Famsun (Muyang), patrocinadora GOLD do evento. "A América do Sul é um dos mais importantes mercados para nossa empresa e a FIPPPA é a ponte que conecta a Famsun-Muyang com nossos clientes. Vamos compartilhar toda nossa tecnologia em equipamentos e informações de marketing com os visitantes. Oferecemos aos nossos consumidores atuantes nas cadeias de aves e suínos tecnologia e serviços de primeira linha", destaca Jason Wang, diretor e representante da empresa no Brasil. 

Verifica-se que o interesse dessas companhias na FIPPPA está na importância que o evento tem para a cadeia de proteína, já que ela é vista como uma vitrine para novas tecnologias, um centro de discussões de tendências de produção e uma forma de prospecção de negócios. Além disso, a possibilidade de reunir mais de 20 mil pessoas nos três dias coloca a feira como um ambiente único para a divulgação de produtos e serviços para o aumento da produtividade e saúde animal. 

China é o foco

Em 2014, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) traçou em um documento o perfil comercial da China. O rico material apontou que a economia chinesa - a segunda do mundo - passaria a norte-americana em 2019, sendo que o país asiático já se coloca como o maior exportador e terceiro maior importador do planeta. 

O Brasil deve manter esse interesse na China devido não apenas ao que ela oferece hoje, mas também no futuro. Segundo a ApexBrasil, os gastos do chinês com alimentos e bebidas alcançaram US$ 925 milhões em 2013, o que corresponde a 27,1% dos gastos totais do consumidor. O aumento da renda e a urbanização serão os principais motores para a demanda de alimentos nos próximos anos, pois a renda per capita entre 2013 e 2018 deve crescer 37,6%, ou média de 6,6% ao ano. 

Potencial

O Brasil atualmente está na 10ª colocação no ranking de fornecedores à China, porém pode alcançar posições melhores, principalmente na comercialização de alimentos, como proteína animal. A preocupação com segurança alimentar na China é muito alta: formatos tradicionais de comércios e vendedores de rua estão perdendo espaço frente aos modelos mais modernos - como hiper e supermercados -, o que dá margem para a compra de produtos do exterior. 

Isso se deve aos ainda baixos padrões sanitários no país, o que obriga a população, com maior poder aquisitivo, a exigir melhor qualidade. Por isso, a inversão dos tipos de comércio. Em 2003, os varejistas modernos respondiam por 36% das vendas contra 64% dos tradicionais; dez anos depois, os tradicionais estão com apenas 35% dessa fatia.

Proteína para a Ásia

De acordo com dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o volume de carne de frango exportado para a China em março deste cresceu 42% na comparação com o mesmo mês de 2014, puxando o desempenho das vendas brasileiras para a Ásia. O continente importou 19% mais carne de frango do Brasil no período, totalizando 112,5 mil toneladas, sendo 24,8 mil toneladas apenas pela China. Os embarques de carne suína para a Ásia - maiores consumidores deste tipo de proteína no mundo - foi de 34,2 mil toneladas no mesmo mês.

"Temos investido em ações para fomentar o incremento das exportações de carne de frango e de suínos para a China e todo o continente asiático. Em parceria com a Apex-Brasil, promovemos a qualidade, o status sanitário e a sustentabilidade de nossos setores por meio da participação, na Ásia, em feiras, workshops e encontros com lideranças de consumidores e autoridades governamentais.  Ao mesmo tempo, firmamos acordos de intercâmbio de informações e outras medidas de aproximação.  A expansão dos embarques de carne de frango para o território chinês, que saltou de 27 mil toneladas em 2009 para quase 230 mil toneladas no ano passado, mostra que o Brasil tem trilhado o caminho certo na manutenção desta valiosa parceria", destaca o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra. 

São números expressivos. Os dados reafirmam a aproximação Brasil-China e, na FIPPPA, a prospecção de negócios será fortalecida com a maciça presença de representantes do gigante asiático. 

Sobre a FIPPPA

A FIPPPA 2015 é o resultado da união das empresas Gessulli Agribusiness e G5 Promotrade, organizadoras, respectivamente, da AveSui América Latina e Tecno Food Brazil, as duas maiores feiras latino-americanos de produção e processamento de carnes. Inaugurando no país um conceito inovador, a FIPPPA é um evento completo e horizontal que congrega todos os elos da cadeia de proteína animal, da produção ao processamento, do campo à mesa. A feira será realizada de dois em dois anos, atendendo uma antiga reivindicação de representantes dos mercados de aves, suínos e leite, que pediam um evento coeso, completo e bienal. 

Serviço

FIPPPA - Feira Internacional de Produção e Processamento de Proteína Animal
28 a 30 de abril de 2015
EXPOTRADE Convention Center
Curitiba (PR) 

Realização

G5 Promotrade

(41) 3669-8412

[email protected] 

Gessulli Agribusiness

(11) 2118-3133

[email protected]

Assessoria de Imprensa - FIPPPA
Deixe seu Recado