AveSui 2020
02-Mai-2015 12:51 - Atualizado em 20/04/2016 14:54
FIPPPA 2015

FIPPPA 2015 cumpre seu papel e movimenta indústria de proteína animal

No último dia de evento, organizadores comemoram o dever cumprido; novidades, troca de conhecimento e desenvolvimento da indústria são destaques

A FIPPPA chegou a Curitiba com a proposta de trazer o agribusiness para a agenda de negócios da cidade. Capital de um estado conhecido pela sua produção pecuária e agrícola, a cidade abraçou o evento. No meio de palestras, novas tecnologias, ideias transformadoras e qualidade na oferta de produtos, a feira ofereceu aos visitantes conteúdo e oportunidade de crescimento em um mercado que tende a continuar em busca de desenvolvimento, novas tecnologias e oportunidades.

O gerente de Marketing da Rima Engenharia, Roberto Grillo, afirma que a cidade fez bem o seu trabalho: para um evento deste porte, disponibilizou serviços perto do local da feira, realizada no Expotrade Convention Center, em Pinhais, região metropolitana da capital paranaense. Grillo destaca, inclusive, o bom momento para a exportação de serviços e equipamentos. “A feira está seguindo a tendência europeia em questão de horário e organização, e isso é bom para o cliente que conhece o que tem lá fora e quer isso também no Brasil”.

O gerente de vendas da Andritz, Eduardo Soffioni, confirma que a feira funcionou como oportunidade de consultas, vendas e contatos, especialmente para o mercado de equipamentos. No segmento de produção de rações, mercado que está aquecido, as perspectivas de crescimento são boas, e máquinas como extrusora de soja e peletizadoras foram as mais procuradas pelos visitantes.

A doutora Ana Lúcia Lemos, pesquisadora do Centro de Tecnologia de Carnes (CTC/Ital), colocou a participação de expositores do exterior, especialmente da China, como “interessante e que trazem produtos de qualidade com preço acessível”. Os participantes Xiaojin, empresa chinesa, estão há três anos atuando no mercado brasileiro. Samuel Sheng conta que a impressão com a feira foi positiva: há abertura no mercado para os produtos oriundos da China. Neste ano, eles pretendem voltar ao Brasil para continuar o relacionamento.

Quem também destacou o lado positivo da feira é Jacir Albino, que esteve no estande da Embrapa. A empresa, que trouxe soluções de sanidade, gestão ambiental e genética animal foi muito procurada pelos visitantes que buscam inovar e descobrir quais são as soluções tecnológicas que destinam corretamente os resíduos das produções. O lançamento do adubo Adumax, feito a partir de dejetos suínos, trouxe para o evento o pesquisador que criou o adubo e exaltou o nome dos participantes da iniciativa. O aplicativo Salmonelômetro, que analisa os fatores de riscos de salmonela em granjas de suínos, esteve disponível para quem passou pelo estande da empresa e pode ser baixado gratuitamente para computadores.

Produção científica


A participação de palestras, seminários e workshops movimentaram os três dias de feira, contando com a participação de professores e especialistas internacionais, além da grande aderência da comunidade acadêmica brasileira. Na quinta-feira (30/04), o II Seminário de Ciência, Tecnologia e Inovações para a Indústria de Carnes repetiu o sucesso do dia 29 e lotou o auditório, propondo interessantes discussões entre indústria e academia sobre aditivos, qualidade, sanidade e sustentabilidade da cadeia alimentícia cárnea, além de abordar tendências futuras para o mercado.

Outra discussão que chamou a atenção do público, inclusive universitário, foi a discussão colocada em pauta pela ABRA – Associação Brasileira de Reciclagem Animal –, que trouxe o IV Seminário Internacional Novos Horizontes para a Reciclagem animal, que tratou não só da destinação e reaproveitamento da parte não comestível da cadeia da carne, mas também de sustentabilidade, gases de efeito estufa e indústria pet.  

Confira a cobertura do evento aqui ou na TV Gessulli - www.youtube.com/tvgessulli

Sobre a FIPPPA

A FIPPPA 2015 é o resultado da união das empresas Gessulli Agribusiness e G5 Promotrade, organizadoras, respectivamente, da AveSui América Latina e Tecno Food Brazil, as duas maiores feiras latino-americanos de produção e processamento de carnes. Inaugurando no país um conceito inovador, a FIPPPA é um evento completo e horizontal que congrega todos os elos da cadeia de proteína animal, da produção ao processamento, do campo à mesa. A feira será realizada de dois em dois anos, atendendo uma antiga reivindicação de representantes dos mercados de aves, suínos e leite, que pediam um evento coeso, completo e bienal.

Assessoria de Imprensa FIPPPA
Deixe seu Recado