AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Rio Grande do Sul

Fepam emite Licença Prévia para complexo eólico na Fronteira Oeste

O Complexo Eólico Três Divisas será construído na confluência dos municípios de Alegrete, Quaraí e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul

Redação
24-Nov-2021 09:02

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu a Licença Prévia (LP) que assegura a viabilidade ambiental para a construção do Complexo Eólico Três Divisas, na confluência dos municípios de Alegrete, Quaraí e Uruguaiana. O empreendimento ocupará área de 20.928 hectares e prevê a instalação de 180 aerogeradores com 4,5 megawatts (MW) de potência unitária, que serão implantados em 18 parques eólicos, totalizando 810 MW de potência a instalar.

Presidente da Fepam, Marjorie Kauffman destacou a importância da obra para a região. “Compreendendo a relevância do empreendimento, não só para os municípios abrangidos, mas como para todo o Estado, a Fepam se dedicou muito para analisar todos os requisitos ambientais e fazer os apontamentos necessários para que a licença pudesse ser emitida em um prazo bastante curto: foram 180 dias de análise, com todo o rigor técnico necessário”, completou.

Estima-se que serão gerados cerca de 200 empregos diretos durante a fase de implantação do empreendimento. A operação do parque eólico exigirá 40 cargos diretos de média e alta qualificação nas atividades de operação e manutenção.

Além disso, a obra deverá movimentar R$ 3,6 bilhões na economia regional, considerando a grande quantidade de serviços que será necessária para apoiar a nova atividade, como locação de equipamentos, hotelaria e alimentação, obras civis das estradas, produção e transporte dos equipamentos e estruturas do parque eólico, além de demanda por estudos e serviços técnicos especializados.

A responsabilidade pela obra é da Ybytu Empreendimentos de Energia Renovável S.A. A emissão da LP ocorreu no dia 18 de novembro e o próximo passo é a solicitação, por parte do empreendedor, da Licença de Instalação (LI).

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade