AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Exportação

Exportação brasileira de energia para países vizinhos cresce neste ano

Folha de S. Paulo
14-Nov-2011 09:19 - Atualizado em 20/04/2016 14:42

A exportação brasileira de energia para países vizinhos está em alta neste ano, segundo relatório que será divulgado hoje pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica).

O volume exportado foi de cerca de 438 MW médios em setembro deste ano.

O número mais que dobrou na comparação com o mesmo mês de 2010, quando foram exportados 168 MW.

Nos meses de inverno, costuma haver uma elevação sazonal mais intensa, seguida de queda, devido à demanda argentina por aquecimento.

Ainda pequeno, o volume exportado deve crescer nos próximos anos, à medida que as conversas entre o governo brasileiro e países como Argentina, Uruguai e Bolívia tornem os negócios mais regulares, segundo a CCEE.

"O volume cresce quando o Brasil tem disponibilidade de energia para exportar. A colaboração entre os países depende da disponibilidade de água nos reservatórios", afirma Ricardo Lima, membro do conselho da CCEE.

No documento que será divulgado hoje, outro detalhe que chama a atenção é a alta na participação de consumidores especiais no mercado livre de energia brasileiro.

O grupo de consumidores especiais, que são aqueles de porte médio que compram de fontes alternativas, como eólicas e biomassa, saltou de 416 em setembro do ano passado para 539 neste ano.

O número de consumidores livres de grande porte subiu de 477 para 505.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade