AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
P&D

Estádio com energia do sol no Nordeste

Portal Ambiente Energia
06-Ago-2012 13:11 - Atualizado em 20/04/2016 14:43

Quando estiver pronta em 2013, a Arena Pernambuco será capaz de receber 46 mil torcedores, oferecendo não apenas conforto e segurança, como também o comprometimento com a sustentabilidade. Para isso, o estádio multiuso que está sendo erguido em São Lourenço da Mata contará com uma usina solar capaz de gerar a produção de 1.450 MWh/ano, o equivalente ao consumo de energia de 1.200 residências. O início da implantação está previsto para o segundo semestre de 2012, com expectativa para entrar em funcionamento até junho de 2013, quando a arena irá receber três jogos da Copa das Confederações.

A energia produzida pela usina, que será instalada em uma área contígua à Arena Pernambuco, será destinada ao estádio por meio de painéis fotovoltaicos que vão captar a luz emitida pelo sol. Módulos solares, que compõem o sistema, transformam a luminosidade em energia elétrica e, com o auxílio de um inversor, a corrente contínua passa a ser alternada. A partir desse momento, a energia produzida pode ser entregue para o sistema elétrico do estádio ou para a rede de distribuiçãoconvencional.

Esse processo vai diminuir o risco de perdas de transmissão, pois a energia será produzida e consumida no local. O baixo custo de manutenção permite a geração distribuída, reduzindo as despesas globais de energia. Além disso, traz benefícios ambientais, por ser uma fonte renovável e não poluente. “A instalação da usina solar fotovoltaica em um estádio que sediará partidas da Copa do Mundo representa uma excelente vitrine para a difusão de utilização de fontes renováveis de energia elétrica. Indiscutivelmente, a geração de energia solar representa uma significativa contribuição ao meio ambiente”,ressalta a assessora de eficiência energética do grupo Neoenergia, Ana Cristina Mascarenhas.

Com investimento de R$ 13 milhões, a instalação da usina solar faz parte de um Projeto Estratégico de Pesquisa eDesenvolvimento – “Arranjos Técnicos e Comerciais para Inserção da Geração Solar Fotovoltaica na Matriz Energética Brasileira”, lançado em agosto de 2011 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e que será realizado pelo Grupo Neoenergia, por meio da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), e pela Odebrecht Energias Alternativas, em parceria com o governo de Pernambuco.

A instalação dessa usina levará a Arena Pernambuco a integrar um grupo de estádios que são contemplados com esse tipo de energia renovável. Entre eles, estão os americanos Qwest Field, em Seattle, e AT&T Park, em São Francisco, além do alemão EasyCreditStadium, localizado em Nuremberg. Já no Brasil, os estádios do Rio de Janeiro (Maracanã), de Belo Horizonte (Mineirão) e de São Paulo (Itaquerão) também receberão sistemas solares.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade