AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Energia Renovável

Energia renovável precisa crescer 52% no Brasil, diz relatório da CDP América Latina

Maior participação na matriz energética ajudaria a evitar 21 bilhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera até 2050

Redação com informações de Poder360º
23-Mai-2022 08:49

A participação das fontes renováveis na matriz energética brasileira precisa crescer 52% para que o país consiga atingir a meta de zerar as emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa) até 2050.

É o que mostra um relatório da CDP América Latina desenvolvido com base em estudos do Laboratório Cenergia da Coppe-UFRJ (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro). A projeção se refere a uma expansão das fontes renováveis na oferta interna dos atuais 48% para 73%. 

Segundo o estudo, o consumo de gás natural aumenta no cenário NetZero (emissões zero) em 2050, se comparado ao cenário de referência em 2020, porque conta com uma maior penetração de fontes intermitentes, como solar e eólica.

Assim, é necessário o uso de usinas termelétricas a gás natural de ciclo aberto –ou seja, com operações flexíveis, apenas mediante demanda do setor elétrico– para compensar a intermitência na geração. O consumo sairia de cerca de 5 milhões de metros cúbicos por dia para pouco mais de 6 milhões.

Segundo o documento, essa medida, dentre outras, ajudaria o país a evitar que 21 bilhões de toneladas de gás carbônico equivalente fossem lançados na atmosfera. O estudo indica, ainda, que, do lado do agronegócio, é preciso que o país aumente a participação dos sistemas integrados e agroflorestais –nos quais há áreas de floresta nativa– dos 7 milhões de hectares, previstos no cenário de referência, para cerca de 18,3 milhões de hectares. Em relação aos transportes, o estudo afirma que o setor deve reduzir suas emissões em 36% até 2050 para atingir zerar as emissões de GEE.

Para isso, aponta como duas principais estratégias a serem adotadas: a eletrificação progressiva de veículos leves; e a substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis, principalmente em veículos pesados, como ônibus e caminhões.

 

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade