AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Indústria

Empresa quer investir em usina de biomassa no Acre

Revista Escola
13-Jan-2012 08:25 - Atualizado em 20/04/2016 14:42

Um grupo de investidores da multinacional Floresta esteve na Casa Civil nesta terça-feira, 10, para participar de uma reunião com o governador Tião Viana e apresentar o projeto da empresa que trata de investimentos para a criação e instalação de uma usina de biomassa no Estado. Também participaram do encontro o secretário de Floresta, João Paulo Mastrangelo; a chefe do gabinete civil, Márcia Regina Pereira e o diretor-presidente da Funtac (Fundação de Tecnologia do Acre), Luís Augusto Azevedo.

De acordo com o diretor-executivo da Floresta, Eric Bettelheim, o grupo escolheu o Acre para dar inicio a este empreendimento por reconhecer os investimentos em desenvolvimento sustentável promovidos pelo Governo e por verificar que no Estado há um trabalho engajado na política socioambiental.

Eric Bettelheim entregou a Tião Viana uma cópia do projeto que prevê, até 2014, a construção de uma usina de biomassa no Acre. Ele explicou que o projeto tem como base três eixos principais, sendo um deles a intensificação na eficiência da agricultura para que sejam produzidos mais alimentos.

O diretor-executivo frisou na Amazônia e no Acre, há boas práticas de pecuária, mas também há áreas que foram degradadas, e que podem se tornar livres para a plantação de árvores. "Áreas reflorestadas produzirão mais biomassa e aquele pecuarista ou produtor que escolher manter o gado, mas destinar também uma área degradada para reflorestamento terá mais renda e lucro. Isso também gera ganhos para o meio ambiente", observou Bettelheim.

Outro ponto levantado por Eric Bettelheim foi o de que a biomassa é uma energia limpa e mais barata, que gera benefícios ambientais e econômicos para a população. "Uma usina de biomassa vai possibilitar a geração de energia sustentável", pontuou o diretor da multinacional Floresta.

Segundo levantamento da empresa, o investimento inicial da usina de biomassa pode gerar, em média, 1.800 empregos. Mas este número pode chegar aos 10 mil empregos com a conclusão do projeto, em 2014. A multinacional Floresta estima investir US$ 250 milhões no Acre.

Governo dará apoio à criação de usina sustentável no Acre - Durante a reunião com o governador Tião Viana, os investidores falaram que a conclusão do projeto em 2014 depende do Ministério de Minas e Energia. Segundo eles, é necessário que o processo de licitação saia até abril deste ano, permitindo assim que outras empresas possam apresentar propostas de energias sustentáveis para Amazônia.

O grupo da Floresta esclareceu que se esse o processo licitatório não ocorrer até abril, as empresas podem não conseguir cumprir o cronograma de instalação e problemas de abastecimento de energia poderão ocorrer tendo em vista que a empresa que atua nesta área atualmente deve encerrar seu contrato no início de 2014.

Sensível ao entrave que os investidores enfrentam e ciente do crescimento socioeconômico que um investimento desta magnitude pode trazer para a região, Tião Viana se comprometeu em colaborar. "Vou fazer a minha parte e levar esse pedido ao Ministério de Minas e Energia por entender que investimentos em energia limpa na Amazônia representam o futuro de gerações", declarou o governador.

Biomassa - A biomassa é um material constituído principalmente de substâncias de origem orgânica, ou seja, de animais e vegetais. A energia é obtida através da combustão da lenha, bagaço de cana-de-açúcar, resíduos florestais, resíduos agrícolas, casca de arroz, excrementos de animais, entre outras matérias orgânicas.

Essa fonte energética é renovável, pois a sua decomposição libera CO² na atmosfera, que, durante seu ciclo, é transformado em hidratos de carbono, por meio da fotossíntese realizada pelas plantas. Nesse sentido, a utilização da biomassa, desde que controlada, não agride o meio ambiente, visto que a composição da atmosfera não é alterada de forma significativa.

Entre as principais vantagens da biomassa estão:

- Baixo custo de operação;

- Facilidade de armazenamento e transporte;

- Proporciona o reaproveitamento dos resíduos;

- Alta eficiência energética;

- É uma fonte energética renovável e limpa;

- Emite menos gases poluentes.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade