29-Jun-2018 11:48
Bioenergia

Empresa investe em soluções para o segmento de energia solar

Previsão é de instalação de novos parques fotovoltaicos no país nos próximos anos

A Wilson Sons Logística, empresa do Grupo Wilson Sons, está investindo em soluções para atender o crescimento da demanda do segmento de energia solar, com a instalação de novos parques fotovoltaicos no país. Em 2017, a movimentação de cargas nesse setor já apresentou aumento significativo e foi cinco vezes maior do que o volume movimentado no ano anterior.

“Há dois anos dedicamos grandes esforços para aprofundar nosso entendimento sobre o segmento e podemos dizer que, hoje, oferecemos um serviço capaz de atender a todas as empresas de energia renovável. É uma carga de alto valor agregado e que exige operações específicas”, explica Patrícia Iglesias, diretora Comercial da Wilson Sons Logística e do Tecon Salvador.

Com a realização dos leilões do setor elétrico, em dezembro de 2017, a perspectiva é de expansão do segmento, com a previsão de novos projetos solares nos estados do Piauí, Pernambuco, Bahia e São Paulo. A Wilson Sons Logística, mirando nesse mercado, vem desenvolvendo soluções que possibilitam a realização de operações integradas, completas e customizadas por meio de suas plataformas regionais no Sudeste e no Nordeste. 

As soluções são voltadas tanto para empresas de geração centralizada como de geração distribuída (que importam placas ou componentes para montagem de sistemas fotovoltaicos). A Wilson Sons Logística cuida de toda a operação, da chegada da carga importada ao Brasil ao envio do produto para os parques. Entre os serviços prestados estão etiquetagem das placas com selos de órgãos anuentes, recebimento de componentes de fornecedores nacionais, separação de kits fotovoltaicos conforme demanda e distribuição em todo território nacional.

A Plataforma Sudeste da Wilson Sons Logística está localizada em Santo André, São Paulo, próxima a importantes elos logísticos, como o Porto de Santos e os aeroportos de Guarulhos e Viracopos. Conta com Centro de Distribuição e a Estação Aduaneira de Interior (EADI), considerada o maior porto seco do estado, além de operações de transporte de remoção, transferência e distribuição. No Nordeste, a plataforma está a um quilômetro do Porto de Suape, no município de Ipojuca, e também é composta por Estação Aduaneira, Centro de Distribuição e serviços de transporte. 

Ascom
Deixe seu Recado