Guia Gessulli
20-Ago-2014 09:53 - Atualizado em 20/04/2016 14:53
Artigo

Desperte o campeão que há dentro de você! - por Arnaldo de Sousa

Durante muitos anos tenho procurado respostas. Quanto mais respostas, procurava, mas questionamentos surgiam. Na minha carreira como palestrante para empresas tenho percebido o grande número de pessoas desmotivadas.

A desmotivação no trabalho, não necessariamente tem a ver com a escolha errada da profissão. É comum vermos pessoas desinteressadas e "reclamentas" de tudo e de todos. Se tem trabalho, reclamam. Se não tem, reclamam. Essa desmotivação pode lhe causar doenças silenciosas ocasionadas pelo estresse que a pessoa vai somatizando vida afora.

Há muitos anos eu tive esse problema. Andava desmotivado e não sabia o que era. Fui ganhando peso, levantar cedo era um custo, chegar ao trabalho era um "martírio", mas sempre pensava, poxa, faço o que gosto, trabalho com minha paixão, o jornalismo, mas o que está acontecendo?

Até que um dia fui a um médico e ele me recomendou a prática esportiva para que eu pudesse retomar minha autoestima, minha vitalidade e vontade de fazer todas as coisas da minha vida.

Comecei a correr e me identifiquei com a corrida. Depois de um tempo ganhei uma prova de jornalistas, promovida pela Nike. Essa competição não existe mais.

"Opa, já fui campeão"

Já venci uma competição, portanto, me orgulho desse sucesso em minha vida.

A ocasião foi quando eu competia pra valer em provas de corrida de rua. Só pra explicar melhor, já corri 10 São Silvestres, sendo a melhor corrida para 1h07', pra mim, um atleta amador, foi fantástico, chegando entre os 800, entre 15 mil pessoas. Já corri algumas meias maratonas e meu melhor tempo foi para 1h28 minutos, um baita tempo para um amador. Corri centenas de corridas de 10 km, sem contar os quase 18 anos de treinos.

Coleciono inúmeras medalhas de participações em corridas (normal entre corredores), as quais ainda não estão em lugar de destaque porque sempre as guardei, nunca expus minhas glórias, coisa que agora quero fazê-lo. Mereço ser valorizado por mim.

Você também pode ser um campeão, uma campeã com sua saúde

1) Selecione o esporte que você gostaria de fazer e se sente bem. Se preferir malhar numa academia, perfeito!

2) Organize o melhor horário para você praticá-lo com regularidade. Há quem prefira pela manhã e os que preferem à noite;

3) Use equipamento leve, de fácil transpiração;

4) Faça um check-up anualmente com seu médico (clínico geral ou cardiologista);

5) Faça uma planilha de corrida ou da prática esportiva, colocando que dia praticou, quanto tempo dedicado e quais são suas metas pessoais. No meu caso eu queria sempre diminuir meu tempo no relógio. Cheguei a correr 10km em 39 minutos, um grande feito para um atleta amador.

Você quer saber como ganhei minha corrida dos jornalistas?

Na corrida da única prova em que venci, rompendo a faixa de chegada, foi emocionante e nunca vou esquecer aquele momento de Campeão. É, fui um Campeão.

Foram apenas 2 km, na Prova Nike para jornalistas. Cheguei cedo, sentia que estava preparado. Quando faltavam alguns segundos pra largada, fiquei alinhado aos líderes, na linha de largada. Quando deu o tiro, saí correndo numa velocidade que não acreditava: 3min11 seg/km. Isso é muito. Um atleta de elite corre a 3 mim/km. Naquele dia eu senti o gosto da vitória. Faltavam uns 200/300 metros, alguém me disse: "vai que você vai ganhar". Arrumei fôlego não sei de onde e entrei no velódromo da USP no meu máximo e venci. Gritando, como sempre faço ao cruzar a linha de chegada. Passando a faixa dei o grito da superação, do esforço, da glória.

Aquela corrida foi um marco pra mim, para ser campeão na vida. Para nunca desistir dos meus desafios e lutas. Sempre buscando algo que pudesse me transformar como pessoa. A corrida me ensinou que ser competitivo contra o relógio, me dava noções de liderança, de coordenação, de organização, pois sem essas características, associadas à determinação e raça não conseguiria atingir meus objetivos, não teria vencido aquela prova e muitos obstáculos que a vida coloca à nossa frente, tanto os tangíveis como os intangíveis.

Se você quer ser um campeão ou uma campeã, invista em você. Você consegue e depois me fale o que conseguiu, me enviando um e-mail para [email protected]

Arnaldo de Sousa

Arnaldo de Sousa é jornalista com especialização em economia pela Fipe/USP e palestrante para o mercado de agronegócios. Foi aluno do maior palestrante do Brasil, Roberto Shinyashiki. Contato: [email protected]

Deixe seu Recado