AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Rio+20

Desenvolvimento sustentável domina agenda pré-Rio+20

Valor Econômico
22-Fev-2012 08:15 - Atualizado em 20/04/2016 14:42

A agenda dos Diálogos Sustentáveis, os painéis de alto nível que acontecerão de 16 a 19 de junho, às vésperas da Rio+20, já estão definidos: são nove assuntos, que vão da segurança alimentar a empregos verdes e migrações. A novidade é a dupla abordagem do desenvolvimento sustentável: de um lado será discutida a erradicação da pobreza, como perspectiva de longo prazo; mas o desenvolvimento sustentável será ainda tratado como ferramenta de curto prazo, para enfrentar a crise econômica.

Os nove grupos de temas foram anunciados ontem pelo diplomata Antonio Ricarte, representante do Brasil no Pnuma, o Programa de Meio Ambiente da ONU, que tem sede em Nairóbi, no Quênia. Quase todos vêm qualificados como "sustentáveis". Os temas são: segurança alimentar; desenvolvimento sustentável para erradicação da pobreza; desenvolvimento sustentável para enfrentar a crise econômica; energia sustentável para todos e inovação; água; oceanos; economia para o desenvolvimento sustentável - produção e consumo sustentáveis; cidades sustentáveis e inovação; desemprego, empregos verdes e migrações compõem o último grupo.

O brasileiro Aron Belinky, coordenador de processos internacionais da ONG Vitae Civilis, falou no mesmo painel sobre as dúvidas da sociedade civil em relação aos Diálogos com a Sociedade Civil. "A expectativa é que estes diálogos sejam relevantes no contexto da conferência, mas há muitas dúvidas sobre o processo que precisa preceder esses dias".

A iniciativa, que partiu do governo brasileiro, é promover encontros com especialistas renomados em cada uma dessas áreas e fazer com que as sugestões do debate inspirem os resultados da cúpula, de 20 a 22 de junho. A intenção é montar uma ponte entre os chamados Major Groups (empresários, povos indígenas, agricultores, sindicatos, mulheres, jovens, ONGs e governos locais) e os governos nacionais, que decidem os rumos das reuniões da ONU.

"Essa pode ser uma oportunidade muito mais interessante do que simplesmente fazer protestos na rua", diz Belinky. "O problema é que, se esse processo não for bem preparado, pode ser muito frustrante e confundir a opinião pública." A sociedade civil quer saber, por exemplo, como pode participar da preparação dos Diálogos, quem serão os palestrantes e como serão selecionados, qual o papel dos governos na iniciativa e se os resultados destes debates poderão ser incluídos no documento final da Rio+20. "O importante, na nossa opinião, é não transformar os Diálogos apenas em 'talking shows'", diz Belinky.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade