Guia Gessulli
01-Out-2020 09:51
Cotação

Com demanda aquecida preços dos DDG devem continuar subindo

Na média, o preço do coproduto seco subiu 3,2%, frente a primeira quinzena do mês.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na segunda quinzena de setembro, o DDG ficou cotado entre R$950,00 e R$1.226,67 por tonelada, sem o frete, considerando os preços convertidos para 32% de proteína bruta (PB).

Na média, o preço do coproduto seco subiu 3,2%, frente a primeira quinzena do mês. A referência é para grandes volumes e contratos celebrados agora para entrega em 2021. Para a entrega imediata, os volumes disponíveis estão limitados.

Para o WDG, os preços variaram de R$220,00 a R$300,00 por tonelada, sem o frete, considerando os valores convertidos para 32% de proteína bruta (PB), no entanto, a maior parte das empresas estão cumprindo os contratos celebrados anteriormente para entrega neste semestre.

A demanda por DDG e WDG está aquecida e a expectativa é de que os preços continuem sustentados diante da firmeza das cotações do farelo de soja e do milho.

Entretanto, atenção ao câmbio e ao avanço da colheita do milho e da soja nos Estados Unidos (safra 20020/21), fatores que podem pontualmente tirar a sustentação das cotações no mercado interno. Outro ponto de atenção é o clima, com o Brasil semeando a safra de grãos 2020/21 e os Estados Unidos colhendo.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado