Guia Gessulli
15-Set-2020 10:53
Insumo

Com demanda aquecida, preços do DDG continuam em alta

Na primeira quinzena de setembro, na média, o DDG e o WDG estiveram cotados, respectivamente, em R$1.102,57 e R$270,00 por tonelada

A procura pelos coprodutos das usinas de etanol de milho está aquecida em função do quadro acentuado da entressafra e a baixa disponibilidade do principal concentrado proteico, o farelo de soja.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na primeira quinzena de setembro, na média, o DDG e o WDG estiveram cotados, respectivamente, em R$1.102,57 e R$270,00 por tonelada, sem frete (tabela 1). Altas de 1,8% e 3,8%, respectivamente, na comparação com a última quinzena de agosto.

Praticamente não há DDG disponível no mercado, os volumes são pequenos para entrega imediata, com a maior parte das empresas cumprindo contratos estabelecidos anteriormente.

Para compra de grandes volumes, as vendas estão abertas para contratos celebrados agora, para a entrega a partir de janeiro de 2021.

No caso do WDG, coproduto úmido, não existe disponibilidade para pronta entrega e, por ora, os poucos contratos celebrados são para entrega no próximo ano.

Redação
Deixe seu Recado