22-Nov-2017 15:19
Tecnologia

Células solares no teto do carro reduzem a emissão de CO² na atmosfera

,
.
Entrar no carro depois de horas que o veículo está estacionado no sol em um dia quente é praticamente insuportável. Mas será que existe uma maneira de evitar o calor excessivo dentro do veículo? Sim.

A Webasto, líder mundial na produção de tetos solares, panorâmicos e conversíveis, desenvolve sistemas que possuem células solares integradas no vidro do teto, que convertem a energia da radiação solar em energia elétrica. Isso permite o acionamento automático do sistema de ventilação elétrica enquanto o veículo está parado, diminuindo o calor extremo e refrescando o interior do carro em até 20°C. Por exemplo, se a temperatura interna for de 50°C, pode chegar a 30°C com este sistema.

Os benefícios vão além. Um interior não tão quente evita que os motoristas liguem o ar-condicionado no nível máximo para resfriar o ambiente assim que entram no veículo, reduzindo consideravelmente o consumo de combustível e, consequentemente, a emissão de CO².

Essa redução na emissão de CO² na atmosfera é um dos principais desafios dos desafios da indústria automotiva e um dos mais importantes do mundo. Capturar energia solar por meio de células solares integradas no teto é uma saída.

,
.
Pioneira em tetos com aplicação de módulo solar, a Webasto desenvolve projetos para aumentar a eficácia das células solares e gerar mais energia, que é suficiente para carregar a bateria do veículo. Isso alivia o alternador – responsável por produzir a energia necessária para os equipamentos elétricos do carro como, por exemplo, dar a partida.

Dessa forma, em veículos equipados com células solares no teto com capacidade para carregar baterias, o motor de combustão interna pode, em média, reduzir a emissão de CO² em até 2,3 g/km, dependendo do combustível.

Soluções inteligentes como esta são uma das metas da Webasto para a indústria automotiva. A empresa continua investindo em alta tecnologia combinada com uma busca contínua para mitigar impactos ao meio ambiente.

Ascom
Deixe seu Recado