AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Carbono

Caixa Federal assina primeiros contratos de crédito de carbono

Ambiente Energia
19-Dez-2011 13:16 - Atualizado em 20/04/2016 14:42

A Caixa Econômica Federal assinou na última semana seus primeiros contratos de comercialização de crédito de carbono. Ao todo, a Redução Certificada de Emissões (RCE) negociará três milhões de toneladas em crédito de carbono. Um dos contratos, assinado com a empresa de Saneamento e Energia Renovável do Brasil (SERB), beneficiará o projeto da central de tratamento de resíduos Santa Rosa, no município de Seropédica (RJ). A unidade deve receber resíduos do Rio de Janeiro, após o encerramento do aterro controlado no Jardim Gramacho, em Duque de Caxias (RJ).

Na ocasião, também foram assinados contratos com as empresas Ecopesa Ambiental, para o projeto da central de tratamento de resíduos Candeias, no município de Jaboatão dos Guararapes (PE), e com a empresa CTR Alcântara, para o aterro Itaoca e a central de tratamento de resíduos São Gonçalo, ambos no município de São Gonçalo (RJ).

De acordo com a Caixa, a negociação de contratos de RCE é resultado do acordo de compra e venda de emissões reduzidas, firmado com o fundo Carbon Partnership Facility (CPF) e o Banco Mundial, no último dia 5 de dezembro. A partir deste acordo, a Caixa se tornou a única instituição, no Brasil, autorizada pelo Banco Mundial para intermediar recursos do CPF.

Pela parceria, além de disponibilizar recursos para redução dos principais impactos sociais e ambientais, a Caixa passa também a fomentar operações de financiamento, por meio das receitas de crédito de carbono, e estimular o segmento de resíduos sólidos urbanos, já que, para se obter a garantia do crédito, será necessária a preparação e entrega de projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL).

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade