AveSui2021
17-Ago-2020 09:31
Investimentos

BYD inaugura usina fotovoltaica dedicada a pesquisa e desenvolvimento em Campinas (SP)

BYD inaugura usina fotovoltaica dedicada a pesquisa e desenvolvimento em Campinas (SP)

A BYD inaugurou em Campinas (SP) sua primeira usina fotovoltaica voltada exclusivamente para pesquisa e desenvolvimento (P&D) no Brasil. Com um investimento de R$ 7 milhões em equipamentos, a unidade foi construída dentro do conceito da indústria 4.0, em parceria com o grupo Royal FIC e o Instituto Eldorado. De acordo com a companhia, a fazenda solar possui uma estação meteorológica completa e será dedicada ao estudo de diversos tipos de módulos fotovoltaicos em solo tropical e à integração com sistemas de armazenamento de energia e inversores.

O projeto da usina começou a ser idealizado em 2018, a partir da inclusão da BYD no PADIS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays). “A BYD sempre investe em inovação e desenvolvimento de novas tecnologias localmente. No Brasil, essa usina laboratório será o maior ecossistema de inovação e pesquisa em energia solar fotovoltaica do país”, declarou o diretor de marketing e sustentabilidade da BYD do Brasil, Adalberto Maluf.

A usina terá capacidade de 500 kW, que serão gerados a partir de uma ampla gama de tecnologias em módulos fotovoltaicos. Os painéis também foram instalados em diferentes métodos com trackers, estrutura fixa metálica e estrutura fixa de eucalipto em alturas e ângulos de inclinação diversos. O local também possui um carport de grandes dimensões para testar a capacidade de geração para o abastecimento de ônibus elétricos.

“Poderemos testar novos materiais e aplicações, assim como as principais tecnologias fotovoltaicas em produção no país, desde os módulos poli e mono-PERC, half cell, bifaciais, vidro-vidro e suas aplicações em diferentes tipos e tamanhos de sistemas de armazenamento com baterias de lítio-ferro (LFP). Nossa meta é simular os efeitos e impactos dos diferentes climas brasileiros na durabilidade das tecnologias no Brasil”, destacou o executivo.

O escopo da pesquisa foi desenvolvido pelo Instituto Eldorado, que também ficará responsável pela coleta de dados, análises e conclusões dos estudos. “Este investimento é muito importante para a pesquisa do setor fotovoltaico no País, desenvolvendo conhecimento e competência tecnológica”, ressaltou o gerente de P&D do Instituto Eldorado, Joaquim Carlos. 

A construção da usina foi realizada em uma parceria com TMW Energy, do grupo Royal FIC, que cedeu parte do terreno e ficará responsável também por fazer a manutenção e segurança do local. “Em contrapartida, a BYD vai nos ceder a energia gerada pela usina de P&D. Esta foi uma forma encontrada para viabilizar este importante instrumento de pesquisa para o Brasil”, explicou a diretora geral do Grupo Royal FIC, Francine Nogueira Cassaro.

O grupo acaba de instalar em terreno ao lado, uma usina com capacidade de 4,75 MW, toda ela construída com módulos 100% BYD de fabricação nacional, que será dedicada a um projeto da Telefônica Brasil. Tanto a usina P&D da BYD, quanto a da TMW Energy foram implementadas pela Alsol.

 

Redação
Deixe seu Recado