Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Entrevista

Brasil terá papel central no cumprimento das metas da Agenda 2030, da ONU

O país é um dos signatários do acordo, que estabeleceu 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), dentre os quais vários deles se relacionam à produção de alimentos, energia e ações contra a mudança global do clima. Nos últimos anos, a Embrapa vem conectando suas pesquisas a esses focos

Resvista Avicultura Industrial
15-Mar-2019 10:58 - Atualizado em 15/03/2019 12:10

personalidades, fotos atualizadas , Fabio Reynol
PersonalidadesFabio Reynol

Por Humberto Luis Marques

 

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de alimentos, praticando no campo uma das agriculturas mais sustentáveis do planeta. A sua importância dentro do agronegócio torna o país peça-chave no propósito estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) junto a seus países membros de se atingir as metas estabelecidas pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que integram a chamada Agenda 2030, documento assinado no ano de 2015.

Os ODS’s envolvem o conceito de sustentabilidade em seu tripé econômico, social e ambiental, trabalhando com questões relacionadas à erradicação da fome e agricultura sustentável, energia limpa e acessível e ações contra a mudança global do clima. O país possui um agronegócio cuja capacidade produtiva ultrapassa sua demanda interna, além de vir adotando cada vez mais manejos sustentáveis, como a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e o plantio direto.

AveSui2021_dentro

“O Brasil produz o suficiente para alimentar sete vezes a população brasileira, mais ou menos 1,4 bilhão de pessoas. Nós fizemos tudo isso preservando 66,3% do território brasileiro, na forma de matas e florestas nativas”, ressalta o diretor-executivo de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Celso Luiz Moretti.

A Embrapa é uma das grandes responsáveis pelo gigantesco salto de produtividade vivido pela agricultura e pecuária nas quatro últimas décadas, o que levou o país de mero importador a um dos maiores players mundiais em alimentos. Para Moretti, a empresa pública se prepara agora para um novo avanço na competitividade do agronegócio nacional, com pesquisas e estudos que atendam não só demandas sustentáveis, mas também de produtividade e incorporação de tecnologias digitais, chamadas de 4.0.

Nesta entrevista exclusiva à Avicultura Industrial, realizada no final do ano passado, o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa trata não só desse tema, mas fala ainda de investimentos públicos e privados em Ciência básica, bioeconomia e reengenharia de estrutura da própria Embrapa. Confira.

Avicultura Industrial – Em 2015, os 193 países integrantes da ONU apontaram a erradicação da pobreza como o maior desafio global, lançando um documento conhecido como Agenda 2030, com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O Brasil tem um papel relevante na produção mundial de alimentos; ele terá uma participação central no cumprimento mundial da Agenda 2030?

Celso Luiz Moretti – O Brasil é possivelmente o país que mais tem a contribuir com as 17 ODS, principalmente as duas que tratam da erradicação da pobreza e da fome no mundo. O país fez uma revolução fantástica ao longo das últimas cinco décadas em produção de alimentos, fibras e energia. Saiu da condição de importador líquido de alimentos nos anos 1970 – quando basicamente só produzia café, açúcar e cacau – para se transformar em um dos maiores players globais do agronegócio. Não tenho dúvidas de que o Brasil realmente terá um papel fundamental dentro do objetivo de se atingir esses 17 ODS no horizonte de 2030. Nesses últimos dois anos, a Embrapa conectou toda a sua agenda de pesquisas aos 17 ODS. Há várias unidades que estão trabalhando nesse processo. Então, não tenho dúvidas do importante papel que será desempenhado pelo Brasil.

AveSui2021_dentro

Confira a entrevista na íntegra clicando aqui

avicultura 2019, edição,
Avicultura 2019

Assuntos do Momento

Eólica inicia ano liderando expansão do setor elétrico
22 de Fevereiro de 2021
Energia Limpa

Eólica inicia ano liderando expansão do setor elétrico

Geração por meio dos ventos soma 155 MW de um total de 191 MW no acumulado dos primeiros 45 dias de 2021

Com investimentos em energias alternativas, Brasil pode reduzir em 28 toneladas a emissão de CO² até 2025
22 de Fevereiro de 2021
Energia alternativa

Com investimentos em energias alternativas, Brasil pode reduzir em 28 toneladas a emissão de CO² até 2025

World Economic Forum e Accenture ouviram mais de 25 empresas de serviços públicos globais e trazem análise específica para o País

AveSui2021_dentro
ENGIE ultrapassa 1 GW em eólica com início da operação comercial do Conjunto Eólico Campo Largo 2
24 de Fevereiro de 2021
Eólica

ENGIE ultrapassa 1 GW em eólica com início da operação comercial do Conjunto Eólico Campo Largo 2

A unidade é formada por 86 aerogeradores e possui capacidade instalada de 361,2 MW

Projeto prevê a instalação de 15 usinas solares em Minas Gerais
25 de Fevereiro de 2021
Investimento

Projeto prevê a instalação de 15 usinas solares em Minas Gerais

Startup capixaba CleanClic, plataforma de compensação de energia renovável, integra um projeto de R$ 110 milhões para a construção de 15 usinas fotovoltaicas compartilhadas e uma central hidrelétrica no Norte do Estado.

Energia solar: novo sistema dispensa conexão com a rede elétrica
22 de Fevereiro de 2021
Inovação

Energia solar: novo sistema dispensa conexão com a rede elétrica

A tecnologia contém uma bateria de lítio para armazenar energia solar nos períodos em que não há geração de eletricidade
 

Em formato híbrido, AveSui adota estratégia de comunicação integrada potencializando os espaços de negócios para os expositores
26 de Fevereiro de 2021
Feira de Negócios

Em formato híbrido, AveSui adota estratégia de comunicação integrada potencializando os espaços de negócios para os expositores

Com uma plataforma digital inovadora e exclusiva, os expositores e visitantes terão uma experiência única em uma feira virtual. No caso das empresas, elas terão todo o suporte das mídias da Gessulli Agribusiness, responsáveis por conecta-las com o seu público-alvo em todo o mundo

Mais assuntos do momento