Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Crise Hídrica

Brasil tem em agosto recorde de geração de energia térmica, solar e eólica, diz ONS

Alta da produção por termelétricas tem levado ao encarecimento das contas de luz. Uso de hidrelétricas voltou a cair no mês passado, mas fonte segue atendendo maior parte da demanda.

Redação com informações de G1
29-Set-2021 10:21 - Atualizado em 29/09/2021 10:33

Em meio ao agravamento da situação nos reservatórios de hidrelétricas devido à falta de chuvas, o Brasil registrou, em agosto, recorde de geração de energia térmica, solar e eólica (por meio do vento), aponta levantamento feito pelo g1 com base em dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Já a produção de energia por hidrelétricas no país voltou a cair no mês passado e permanece no menor patamar desde 2002.

Apesar da redução, a energia hidráulica continua atendendo à maior parte da demanda no país. Em agosto, respondeu por 50%, seguida pela termelétrica (28,8%), eólica (16,8%), nuclear (3%) e solar (1,3%).

Ao diminuir a participação das hidrelétricas no fornecimento de energia o objetivo do governo é poupar água dos reservatórios e reduzir as chances de que o país enfrente apagões ou um novo racionamento nos próximos meses.

Entretanto, essa redução precisa ser compensada pelo aumento da geração via outras fontes. E é o maior uso das termelétricas, especialmente, que vem sendo responsável pelo encarecimento das contas de luz.

Geração recorde

De acordo com o levantamento feito pelo g1 com base em números do ONS, a geração termelétrica em agosto foi de 19.009 megawatts-médios (MWmed). Foi o segundo mês seguido de recorde na produção por essas usinas, que funcionam por meio da queima de combustíveis como óleo diesel e gás natural.

As usinas eólicas produziram, em agosto, 11.111 MWmed. Já as solares, 870 MWmed. Em ambos os casos, a geração no mês passado também foi recorde.

A geração hidrelétrica, por outro lado, vem caindo nos últimos meses e chegou, em agosto, a 32.961 MWmed, de acordo com o ONS.

Esse valor é o menor desde 2002, quando o país atravessa uma crise hídrica que levou a um racionamento de energia.

 

Assuntos do Momento

Novo complexo de energia solar de R$ 782 milhões será construído no Ceará
22 de Outubro de 2021
Mais Empregos

Novo complexo de energia solar de R$ 782 milhões será construído no Ceará

No total serão 5 usinas de geração de energia solar, localizados no interior do estado do Ceará, no município de Abaiara

Piauí se destaca na produção de energia solar e eólica no país
21 de Outubro de 2021
Energia do Futuro

Piauí se destaca na produção de energia solar e eólica no país

O Piauí está ocupando em outubro a quarta posição entre os maiores produtores de energia eólica do país, com 3,8 Gigawhats de potência instalada.

Com investimentos de R$ 1,4 bilhão, nova usina de energia solar inicia operação no estado da Bahia
22 de Outubro de 2021
Usina Fotovoltaica

Com investimentos de R$ 1,4 bilhão, nova usina de energia solar inicia operação no estado da Bahia

A Pátria Investimentos pontuou que a nova usina fotovoltaica torna-se o segundo maior parque de energia solar em operação no Brasil

Startup desenvolve combustível renovável a partir de cascas de madeiras capaz de revolucionar a indústria naval
22 de Outubro de 2021
Sustentabilidade

Startup desenvolve combustível renovável a partir de cascas de madeiras capaz de revolucionar a indústria naval

A indústria naval também está caminhando rumo a descarbonização e um exemplo disso é o combustível renovável, a base de cascas de madeira

27 de Outubro de 2021
Expansão

EDP anuncia a construção da sua primeira usina solar de larga escala no Rio Grande do Norte

Buscando expandir suas atividades na geração de energia solar, a EDP Brasil, anunciou a construção da sua primeira usina solar no Rio Grande do Norte, nas cidades de Pedro Avelino, Jandaíra e Lajes

Combustível de aviação sustentável promete reduzir em até 68% as emissões de CO2
22 de Outubro de 2021
Meio Ambiente

Combustível de aviação sustentável promete reduzir em até 68% as emissões de CO2

Combustível de aviação sustentável é uma grande aposta do setor para reduzir o impacto ao meio ambiente

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade