Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Bioenergia

Brasil e Índia discutem futuro da bioenergia com etanol como commodity

Governo e empresários brasileiros se reunirão com o embaixador da Índia na próxima semana, durante evento on-line da Fenasucro & Agrocana Trends, para debater o papel do biocombustível na transição energética mundial

Redação
20-Mai-2021 15:44

A viabilização do etanol como aditivo em combustíveis fósseis em escala global, potencializando a transformação do biocombustível em commodity, assim como a transição energética focada em fontes renováveis, demonstram os desafios e o caminho para um futuro mundial mais verde e sustentável. A relevância e evidência deste tema pautam o encontro de empresários brasileiros do setor de bioenergia e automotivo e de representantes do governo nacional e da Embaixada da Índia no dia 25 de maio, às 16h, em webinar organizado pela Fenasucro & Agrocana TRENDS.

Francis Queen (VP Executivo Etanol, Açúcar e Bioenergia da RAÍZEN); Pablo Di Si (Presidente e CEO da Volkswagen Brasil e América Latina); Pietro Mendes (Diretor de Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia do Brasil) e Suresh K. Reddy (Embaixador da Índia no Brasil) são os debatedores confirmados para o encontro online.

Paulo Montabone, Diretor da Fenasucro & Agrocana e moderador do webinar, destaca a importância do tema. "O etanol como commodity viabilizará a adoção do mesmo como aditivo aos combustíveis fósseis, diminuindo, em escala mundial, a emissão de CO². Um dos maiores desafios nesta transição é o aumento em escala global da produção do biocombustível, uma vez que a maioria dos países produtores de cana ainda opta pela produção de açúcar. Outro desafio é a transferência de conhecimento e tecnologia na produção de etanol - de cana ou de milho -, que o Brasil domina, para outros países produtores na África e América Latina", explica Montabone. Neste sentido, a grande vantagem de ter a Índia como parceira do Brasil, segundo o diretor é que, juntos, estes países podem suprir grande parte da demanda mundial por etanol.

O debate abordará outros aspectos como as novas tecnologias a partir de fontes renováveis que o setor automotivo tem desenvolvido, as estratégias adotadas pelos grandes grupos empresariais do setor de bioenergia para atender à demanda latente por etanol no mundo e os programas, políticas públicas e impulsionamento que o governo pode dar ao setor. "São questões fundamentais para que o mercado de bioenergia entenda seu novo momento e que, os grandes nomes que representarão os elos de produção, consumo e governos irão abordar no encontro", continua o diretor da Fenasucro & Agrocana.

As inscrições para o webinar são gratuitas e estão abertas por meio da plataforma digital Fenasucro & Agrocana TRENDS

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade