Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Programa

Brasil Bioeconomia e Sociobiodiversidade é lançado no RJ

Objetivo é contemplar produtores rurais o aproveitamento econômico e produtivo das fontes de energias renováveis

Redação
24-Mai-2019 11:39

O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fernando Schwanke, lançou oficialmente na quinta-feira (23) o programa Brasil - Bioeconomia e Sociobiodiversidade, durante a programação de abertura da 8ª Conferência Green Rio.

Representando a ministra Teresa Cristina, Schwanke apresentou ao público presente no auditório da conferência o programa que tem o objetivo de envolver pequenos produtores rurais, povos e comunidades tradicionais, poder público e o setor empresarial na estruturação de sistemas produtivos baseados no uso sustentável dos recursos da sociobiodiversidade e do extrativismo, bem como na produção e no uso de energia pelos próprios empreendimentos rurais, a partir da utilização de fontes renováveis.

Schwanke destacou que o programa é dividido em eixos temáticos de atuação que envolvem, desde a estruturação produtiva das cadeias do extrativismo, em todos os biomas brasileiros, até a geração e o aproveitamento econômico e produtivo das fontes de energias renováveis, em especial a solar fotovoltaica.

Outros eixos importantes do programa passam pela promoção do setor das ervas medicinais, aromáticas e condimentares, e dos azeites e chás especiais do Brasil, como também pelo apoio à estruturação de arranjos produtivos e roteiros de integração entorno de produtos e atividades da sociobiodiversidade para estimular a geração de renda e inclusão produtiva das famílias rurais.
Coordenado pela Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo, o programa Brasil - Bioeconomia e Sociobiodiversidade será executado com apoio técnico ou financeiro de organismos internacionais, fundos e bancos de desenvolvimento, instituições de pesquisa, sociedade civil organizada e outros ministérios e entidades da federação, além do setor privado.

AveSui2021_dentro

De acordo com o secretário de Agricultura Federal e Cooperativismo, as ações serão executadas por meio de chamadas públicas específicas e outros instrumentos jurídicos de contratação, necessários para viabilizar o financiamento de projetos e a execução das ações do programa, além da integração de políticas públicas já existentes que dialogam com a temática da bioeconomia.

"A bioeconomia no Brasil é movimentada pelos pequenos produtores rurais, extrativistas, ribeirinhos, produtores de todos os biomas brasileiros. E o programa lançado hoje é uma conjugação de esforços, não somente do Mapa, mas também de várias entidades para estimular a produção e a qualificação de alimentos, de produtos da sociobiodiversidade e, assim, contribuir para profissionalizar esse setor (bioeconomia) para que alcance mercados mais exigentes", declarou Fernando Schwanke.

A coordenadora do Green Rio, Maria Beatriz Costa destacou o pionerismo do programa lançado pelo Mapa durante a 8ª edição da conferência. "O Green Rio teve a honra de receber o lançamento de um programa que é o primeiro na área da bioeconomia no Brasil a focar a estruturação dos sistemas produtivos. Isso é muito significante porque o Brasil tem tudo para ser um grande player estratégico no setor da bioeconomia", afirmou. 

Também participaram do lançamento do programa Brasil - Bioeconomia e Sociobiodiversidade, o presidente do BNDES, Joaquim Levy, a diretora geral do Ministério Federal da Alimentação e Agricultura da Alemanha, Eva Muller, o presidente do Instituto Julius Kuhn, Frank Gordon, o presidente da Fecomércio-RJ, Antônio Florêncio Queiroz, a chefe da Secretaria de Inteligêcia e Relações Estratégicas da Embrapa, Rita Milagres, o presidente da Finep, general Waldemar Barroso, e a representante do Iphan, Kátia Bogéa.

Assuntos do Momento

Projeto prevê a instalação de 15 usinas solares em Minas Gerais
25 de Fevereiro de 2021
Investimento

Projeto prevê a instalação de 15 usinas solares em Minas Gerais

Startup capixaba CleanClic, plataforma de compensação de energia renovável, integra um projeto de R$ 110 milhões para a construção de 15 usinas fotovoltaicas compartilhadas e uma central hidrelétrica no Norte do Estado.

As baterias que podem tornar o petróleo coisa do passado
01 de Março de 2021
Inovação

As baterias que podem tornar o petróleo coisa do passado

Hoje, enquanto a Califórnia se movimenta continuamente para "descarbonizar" sua economia, essas chaminés estão inativas, e a usina está praticamente desativada

AveSui2021_dentro
ENGIE ultrapassa 1 GW em eólica com início da operação comercial do Conjunto Eólico Campo Largo 2
24 de Fevereiro de 2021
Eólica

ENGIE ultrapassa 1 GW em eólica com início da operação comercial do Conjunto Eólico Campo Largo 2

A unidade é formada por 86 aerogeradores e possui capacidade instalada de 361,2 MW

Em formato híbrido, AveSui adota estratégia de comunicação integrada potencializando os espaços de negócios para os expositores
26 de Fevereiro de 2021
Feira de Negócios

Em formato híbrido, AveSui adota estratégia de comunicação integrada potencializando os espaços de negócios para os expositores

Com uma plataforma digital inovadora e exclusiva, os expositores e visitantes terão uma experiência única em uma feira virtual. No caso das empresas, elas terão todo o suporte das mídias da Gessulli Agribusiness, responsáveis por conecta-las com o seu público-alvo em todo o mundo

Disponible en español Disponible en español
A Finlândia substituirá o Reino Unido como o maior produtor de biomassa elétrica da UE
01 de Março de 2021
Internacional

A Finlândia substituirá o Reino Unido como o maior produtor de biomassa elétrica da UE

Os totais de produção e consumo já se desagregam em E28, contando o Reino Unido, e em E27, excluindo este país

Embrapa realiza webinar sobre o uso de animais mortos  para produção de biogás
25 de Fevereiro de 2021
Biocombustível

Embrapa realiza webinar sobre o uso de animais mortos para produção de biogás

A realização do webinar é da Embrapa Suínos e Aves, com apoio do 3º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano.

Mais assuntos do momento