AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Bioenergia

BNDES financia geração de energia a partir de eucalipto

Veja
02-Jul-2012 13:37 - Atualizado em 20/04/2016 14:43

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 210,7 milhões à ERB Aratinga S.A., para a construção de uma unidade de cogeração de vapor industrial e de energia elétrica a partir do cavaco de eucalipto, a ser fornecido para fábricas da indústria química Dow do Brasil. Segundo comunicado do BNDES, esse é o primeiro projeto aprovado para esse tipo de biomassa. A capacidade de geração total do projeto é de 1,148 mil toneladas de vapor industrial e 125,7 MW de energia elétrica por ano.

A ERB Aratinga fica em Candeias, na Bahia. O financiamento é indireto e será repassado pelos bancos Votorantim, Bradesco e Itaú BBA. O investimento total do projeto é de R$ 265 milhões e, segundo o BNDES, deverá criar 700 empregos diretos e 1.750 indiretos durante a fase de construção. O conceito do projeto substitui o vapor produzido a partir de gás natural por vapor com produção proveniente de biomassa.

O projeto também promove a verticalização da cadeia produtiva da biomassa como combustível para geração de energia, pois o projeto inclui a plantação de 227,8 mil toneladas/ano de eucalipto, em 9,7 mil hectares para atender à unidade de cogeração. Assim, segundo o BNDES, além de usar fontes renováveis, o projeto traz economia de custos em função da utilização do vapor industrial, e a correlata eliminação do risco causado pela volatilidade do preço do gás natural, bem como do risco de suprimento.

A escolha do eucalipto, em vez de outras fontes, como pinus e bagaço de cana, privilegia a segurança no suprimento. O eucalipto tem histórico de cultivo de 90 anos e é plantado no litoral do norte da Bahia desde a década de 1970. Segundo o BNDES, há 130 mil hectares de florestas de eucalipto naquela região. Atualmente, essas florestas estão entre as mais produtivas do Brasil. Diferentemente de outras biomassas, o eucalipto pode ser colhido o ano todo.

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade