AveSui2021
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
R$ 568 milhões

BNDES aprova financiamento para expansão do Complexo Eólico Jerusalém, no Rio Grande do Norte

Construção de seis parques eólicos vai gerar energia limpa equivalente ao abastecimento de 270 mil residências e vai criar cerca de 1.150 empregos

 

Redação
30-Nov-2020 10:16

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento para implantação de seis parques eólicos pertencentes ao Complexo Eólico Jerusalém, além de sistemas de transmissão associados, nos municípios de Lajes, Pedro Avelino e Pedra Preta, no Rio Grande do Norte. A iniciativa da EDP Renováveis S.A vai gerar energia limpa e renovável equivalente ao abastecimento de 270 mil residências. A construção vai empregar cerca de 1.150 pessoas.

O projeto tem como destaque a aquisição de 43 aerogeradores nacionais, que são equipamentos para a conversão da energia dos ventos em eletricidade. Os demais investimentos apoiados pelo BNDES envolverão obras civis, a construção de 27 Km de linhas de transmissão e de uma subestação de energia. O Complexo Jerusalém possuirá uma capacidade instalada de 180,6 MW, a ser acrescida ao sistema interligado nacional.

Os investimentos do BNDES em geração estão alinhados ao esforço do Plano Nacional sobre Mudanças Climáticas (PNMC) para redução das emissões de gases de efeito estufa. O Plano também busca “manter elevada a participação de energia renovável na matriz elétrica, preservando posição de destaque que o Brasil sempre ocupou no cenário internacional”. O esforço do Banco também vai ao encontro do Plano Nacional de Energia 2030, do Governo Federal, com estratégias para expansão de energia econômica e sustentável pelos próximos dez anos. 

O financiamento no valor de até R$ 568 milhões será concedido às  seis Sociedades de Propósito Específico (SPE): Centrais Eólicas Jerusalém S.A de I a VI.  Cada uma delas será responsável por um parque específico. As SPEs são controladas pela Jerusalém Holding S.A que, por sua vez, está sob a gestão da EDP Renováveis Brasil S.A. 

Assuntos do Momento

Biodiesel de papelão: nova aposta tecnológica promete mais produção e menos poluição
11 de Janeiro de 2021
Inovação

Biodiesel de papelão: nova aposta tecnológica promete mais produção e menos poluição

Segundo os criadores, com a nova abordagem, é possível dobrar a produção e reduzir impactos ambientais

Cerveja Heineken® anuncia novo ingrediente: energia verde.
11 de Janeiro de 2021
Empresas

Cerveja Heineken® anuncia novo ingrediente: energia verde.

Em 2023, o Grupo HEINEKEN no Brasil tem o compromisso de operar em todas as cervejarias do país com energia 100% renovável.

AveSui2021_dentro
Gabinete aprova pacto entre Índia e Brasil para cooperação em bioenergia
11 de Janeiro de 2021
Cooperação

Gabinete aprova pacto entre Índia e Brasil para cooperação em bioenergia

Atualmente, Brasil é o segundo maior produtor e consumidor mundial de biocombustíveis e biocombustíveis

Nordex fecha venda de turbinas para parque eólico da Statkraft no Brasil
14 de Janeiro de 2021
Energia eólica

Nordex fecha venda de turbinas para parque eólico da Statkraft no Brasil

A Nordex disse que o negócio fechado junto à Statkraft envolverá turbinas eólicas de seu modelo N163/5.X que somarão capacidade total de 518,7 megawatts.

Avança a cooperação técnica entre a Castrolanda e as Nações Unidas
14 de Janeiro de 2021
Energia limpa

Avança a cooperação técnica entre a Castrolanda e as Nações Unidas

Cooperativa, através do Setor de Energia, tem buscado alternativas sustentáveis com relação ao desenvolvimento do biogás em suas regiões de atuação.

Siemens Gamesa e Siemens Energy inauguram uma nova era de produção offshore de hidrogênio verde
14 de Janeiro de 2021
Hidrogênio Verde

Siemens Gamesa e Siemens Energy inauguram uma nova era de produção offshore de hidrogênio verde

Iniciativa representa um passo importante para desenvolver um sistema em escala industrial capaz de produzir hidrogênio verde a partir de ventos offshore

Mais assuntos do momento