Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biogás

Biometano: Como funciona um dos produtos da indústria sucroalcooleira

Combustível sustentável é alternativa para diversificação da matriz energética com menores impactos ao meio ambiente

Redação com informações de Jornal Dia Dia
05-Mai-2021 15:25 - Atualizado em 05/05/2021 15:37

O ano de 2021 será crucial para a consolidação do potencial do setor de biogás no Brasil. A ampliação do debate sobre fontes de energia no país aponta para a necessidade de se pensar em alternativas que possibilitem a diversificação da matriz energética, menores impactos ao meio ambiente e a competitividade no mercado.

O Centro Internacional de Energias Renováveis – Biogás (CIBiogás) explica que a geração de energia por meio do biogás acontece a partir da gestão de resíduos sólidos urbanos. “Essas ações transformam um passivo ambiental em um ativo energético, o que diminui os custos de energia e os impactos negativos ao meio ambiente.”

No processo para a obtenção do biogás é criado o biometano, um tipo de combustível sustentável apontado como possibilidade para a transição energética no Brasil. “Esse é o caminho que está sendo trilhado em diversos países do mundo, com o direcionamento do biogás para a produção de um combustível com pegada negativa de carbono, que pode ser utilizado pelas indústrias e residências, além de contribuir para a descarbonização do setor de transportes”, afirma a Associação Brasileira do Biogás (Abiogás).

Aplicação

O biogás e o biometano são fontes para a geração de energia elétrica, térmica e automotiva. De acordo com a Abiogás, “as tecnologias brasileiras possibilitam a aplicação não somente para geração de energia elétrica em grandes blocos, através de termelétricas (UTEs), mas também para a geração distribuída em pequena escala, sendo assim um apoio sistêmico ao conceito de eficiência energética.”

O CIBiogás destaca a aplicação no transporte, com a substituição de combustíveis fósseis como diesel, gasolina e gás natural veicular. “Com os grandes índices de poluição do ar devido a alta emissão dióxido de carbono liberado pelo excessivo tráfego de veículo movidos à combustíveis fósseis (derivados do petróleo) ,o biometano é uma solução viável capaz de minimizar este problema.”

Setor Sucroenergético

Neste processo de consolidação, o setor sucroenergético tem papel de destaque. Segundo a Abiogás, o país é um dos que lidera o mercado mundial do agronegócio, sendo a atividade da cana-de-açúcar um destaque. Esse panorama coloca o Brasil como o maior produtor de açúcar e etanol. 

Dados da Associação da Indústria da Cogeração de Energia (Cogen) mostram que no país há 634 usinas com 18,9 GW de capacidade instalada de cogeração de biomassas. Deste total, 62% são oriundos do bagaço da cana-de-açúcar.

A expectativa é que a integração entre os setores sucroenergético e de biogás propicie a conversão de resíduos como vinhaça, bagaço e palha em energia, sem nenhum tipo de interferência na produção e/ou área de plantio de cana.

Diante deste potencial, são esperados novos projetos para a indústria sucroalcooleira, o que também pode significar o incremento de tecnologias ao setor.

Desafios

De acordo com as entidades representativas do setor de biogás, dentre os principais desafios para a sua consolidação estão a utilização da capacidade produtiva, aproveitando o que é desperdiçado, e as questões de infraestrutura.  

Durante webinar que discutiu o panorama do setor pós-pandemia da Covid-19, realizado no ano passado, o vice-presidente da Abiogás, Gabriel Kropsch, falou sobre estes desafios. “O Brasil não tem problema de oferta de matéria-prima para biogás. Atualmente, o país poderia produzir 220 milhões de metros cúbicos por dia, enquanto produz somente 500 mil metros cúbicos.”

Afirmando que “também não temos problemas de demanda, já que somos o quarto maior mercado de combustível do mundo”, o executivo analisou a situação da rede de distribuição. “Só 5% dos municípios brasileiros têm acesso ao gás canalizado, não tem como ter relevância sem a rede de distribuição.”

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Veja quais são os tipos de energia renovável usados no Brasil
20 de Janeiro de 2022
Brasil

Veja quais são os tipos de energia renovável usados no Brasil

Uso de energias como a solar e a eólica ganharam forçam em meio ao combate às mudanças climáticas

USDA lança programa piloto para implantar infraestrutura de energia renovável para pessoas em cidades rurais
19 de Janeiro de 2022
EUA

USDA lança programa piloto para implantar infraestrutura de energia renovável para pessoas em cidades rurais

O financiamento ajudará as pessoas em comunidades rurais particularmente carentes a reduzir os custos de energia, aumentar a resiliência energética e enfrentar as mudanças climáticas

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Gás Natural catarinense tem crescimento recorde em 2021
24 de Janeiro de 2022
Biocombustível

Gás Natural catarinense tem crescimento recorde em 2021

Ao todo, Santa Catarina concentra 18.634 clientes diretos, entre indústrias, unidades residenciais, estabelecimentos comerciais e postos de combustíveis, além dos 112.353 usuários de GNV (Gás Natural Veicular)

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade